CONVERSA MÃE-FILHA: COMO CONSTRUIR A CONFIANÇA EM SI MESMA

conversa-mar-filha
0
Ajude a sua filha a sentir-se forte e confiante todos os dias durante o período de mudanças tão complexo como é a adolescência. Vamos abordar alguns assuntos para conseguir que a sua filha relaxe e "se abra" para desfrutar de uma vida feliz e saudável.

Apoie a sua filha para conseguir que ela confie em si mesma. Aqui tem algumas dicas de mulher para mulher!

Os anos da adolescência podem ser difíceis, muito difíceis e, por isso, ela precisa de "ventilar" as suas frustrações, pedir conselhos ou simplesmente saber que a compreende, porque também você passou por essa fase. Isso ajuda e muito. Infelizmente, os adolescentes de hoje (e os de sempre...) não vêm com um manual de instruções, mas pelo menos pode confiar na filosofia e na experiência de Evax&Tampax para as coisas mais práticas! E um pouquinho em nós para falar sobre coisas de raparigas... 

Confiança no corpo

As redes sociais, as fotografias que partilhamos e as que outros publicam podem fazer com que a sua filha se sinta insegura. Se ela passa muito tempo nestas redes ou fala bastante sobre elas, fale com ela sobre isso. Pergunte-lhe quem é que ela segue e o que pensa, se a fazem sentir-se feliz ou preocupada, se se sente mais ou menos segura depois de clicar. Se a fizerem sentir-se mal consigo mesma, incentive-a a rever bem a lista das pessoas que ela segue e a lista dos seus seguidores e a fazer uma limpeza. E a adicionar pessoas que a inspirem, desde atletas olímpicos a atrizes talentosas, comediantes, até chefs brilhantes. Incentive-a também a desligar-se da net e a passar algum tempo longe do ecrã com os seus amigos ou com atividades, como o cinema ou o teatro. Que não seja escrava da sua vida online!

Se ela se preocupa com as dietas e o peso, o melhor é ajudá-la a levar uma vida ativa e um regime alimentar saudável, equilibrado e nutritivo. Planeie com ela os menus! Ah, e explique-lhe que o exercício deve ser divertido e fazer com que se sinta bem e que não serve apenas para ter um bom aspeto. 

Realce os seus aspetos positivos: desde os seus grandes olhos castanhos ao seu cabelo brilhante e aos seus talentos, quer seja uma veia artística ou uma proeza atlética. Ao construir com ela essa confiança interior através do reforço positivo, irá ajudar a amortecer as influências negativas. 

Segurança cibernética

É claro que todos os adolescentes querem usar as redes sociais para comunicarem com os outros, mas deve adverti-la das armadilhas para manter a sua filha segura. Fale-lhe dos predadores, do bullying e do sexo online e do que é seguro partilhar nas redes. Explique-lhe o impacto das imagens que são filtradas através da internet até chegarem a estranhos. Diga-lhe que antes de publicar uma foto ou atualizar o seu estado, deve pensar se gostaria de as ver afixadas nas paredes da sua sala de aulas, à vista de todos os seus colegas. 

Pergunte-lhe regularmente se ela já teve algum problema de assédio na internet e se ela lhe responder que sim, ouça-a e não se zangue: proporciona-lhe um lugar seguro para ela falar e sentir-se segura e tranquila. Explique-lhe que os "trolls" online escondem-se por trás de um ecrã, o que significa que são fracos e não fortes. E que ao invés de cair na sua armadilha e responder, deve ignorá-los e bloqueá-los e passar tempo com as pessoas que se preocupam e gostam dela. 

A pressão de ter um exame

Se a sua filha anda stressada por causa da época de exames, ajude-a a planear as suas horas de estudo e de revisões. Pergunte-lhe quais as disciplinas que a preocupam e as datas dos exames e ajude-a a elaborar um calendário, com intervalos para descanso e sugestões para essas pausas: passear com o cão, conversar com os amigos ou ver um pouco de televisão, ir correr ou ir a uma aula de zumba. 

Prepare um espaço calmo longe dos irmãos e de si, a menos que ela a queira ter por perto para lhe fazer perguntas. Se ela ficar stressada, explique-lhe que o melhor seria fazer uma pausa e voltar mais tarde com a mente fresca. Ah, e seja franca quanto às suas notas: se se sentir desapontada com as notas, admita-o e se teve notas brilhantes nos exames, diga-lho também. Incentive-a a pensar sobre os planos para o seu futuro e no que quer ser. E deixe-lhe bem claro que as notas terão uma grande influência. 

Recompense-lhe os esforços ao longo deste tempo de estudo e não só apenas no final; diga-lhe que pode ir divertir-se com os amigos e descansar um pouco. Pergunte-lhe o que ela precisa de si e proporcione-lhe todas as "coisas" que a possam ajudar.   

O que lhe pareceu este artigo? Clique no ‘Gosto' ou deixe-nos um comentário sobre como ajuda a melhorar a autoestima da sua filha. Talvez também lhe apeteça dar uma vista de olhos aos produtos de Evax&Tampax.

0

Quer escrever um comentário?