Regresso às aulas: 10 conselhos chave

DesktopImage
0
O regresso à escola costuma ser uma aventura para todos… em muitos sentidos. Pela mudança que implica para as crianças, para si, pelo desembolso em material e uniformes, e pela chegada do outono, que nos desconcerta um pouco. Tome nota das nossas sugestões e ganhe a batalha.

Depois do quente e divertido verão, quem quer voltar a trabalhar e a estudar? Assim de caras, de certeza que não apetece nada a ninguém, o regresso às aulas chega com o outono, precede o frio e significa voltar a madrugar, mas também traz consigo reencontros e novas experiências para todos. Supere o desafio anual do regresso à escola e torne-o algo simples e emocionante com estes pequenos conselhos.

  • Procure o lado positivo. É muito importante enfrentar bem o regresso tendo em conta o lado positivo, porque dará o exemplo aos mais pequenos e terá, assim, mais argumentos para os convencer. Se não der o exemplo, é fácil que se descontrolem.
  • Ouvir as suas preocupações e inquietudes e responda com sinceridade às suas perguntas. É importante contar com toda a vossa confiança e apoio.
  • Comece a introduzir rotinas alguns dias antes. Durante o verão, poderão ter seguido horários e rotinas de estudo, mas também poderão não tê-lo feito, e as mudanças bruscas são stressantes tanto para os adultos como para as crianças, por isso, a transição para as rotinas escolares deve ser feita paulatinamente. Algumas semanas antes de começar a escola, vá adaptando os horários e instaurando uma ordem.
  • Fomente o contacto com os seus colegas. Chamadas, e-mails ou mensagens, algum plano conjunto com os colegas da escola antes do regresso, ou depois, para celebrá-lo. Isto fará com que o regresso seja mais suave e estreitem relações.
  • Reduza o gasto económico.Segundo a Confederação de Pais e Mães de Alunos, cerca de 80% do orçamento total vai para a compra dos livros escolares. Siga estas recomendações e conseguirá reduzir um pouco o golpe:
    1. Reutilize os livros dos irmãos mais velhos, sempre que for possível. Se não for possível, os centros educativos e as associações de pais criam redes de troca de livros de anos anteriores, pergunte-lhes.
    2. Compare preços nos diferentes estabelecimentos, poderá encontrar um desfasamento de 20%.
    3. Peça ajudas. Algumas comunidades autónomas oferecem os livros gratuitamente em função do rendimento do agregado familiar.
  • Ajude-os a cuidar do seu material. Um dos traumas infantis mais comuns é perderem as suas e isto implica chatices e mais gastos para os seus pais. Graças à  Etic- Etac, podem marcar juntos todas as suas peças com um simples gesto com o ferro de engomar, até os sapatos! Claro, tente que os livros, o estojo e as mochilas também tenham o seu nome.
  • O primeiro dia. É bom que no primeiro dia, você ou o seu companheiro o levem à escola porque dar-lhe-á mais confiança e poderá, assim, conhecer o novo professor. Não deixe que a situação se torne um drama, deseje-lhe que passe um bom dia, dê-lhe um beijo e, mesmo que chore um pouco, venha-se embora. Se ficar comovido, vai alimentá-lo e será ainda mais doloroso.
  • Motive-os a escolher alguma atividade extracurricular. Pense no que é que o seu filho gosta e no que é que lhe fará bem. Mas atenção, tente não o sobrecarregar de obrigações.
  • Tenha paciência. Poderá ser mais simples do que espera, ou poderá não ser... Mas a única certeza que temos é que nos habituamos a tudo, e verá como em duas semanas no máximo os seus filhos vão para a escola contentes e animados.

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário! Além disso, talvez lhe interesse participar no nosso concurso "A hora de lavar os dentes". Para participar, só tem que estar registada e enviar-nos esse truque genial com o qual consegue que os seus filhos lavem os dentes todos os dias sem fazer um drama. Conte-nos e ganhe kits de Fluocaril Kids!

0
Tile or Banner Image

Registe-se no Para Mim hoje!

Inscreva-se para acesso exclusivo a cupons e amostras grátis

Quer escrever um comentário?