O que fazer no caso de picadas de inseto

O que fazer no caso de picadas de inseto

0
Quem é que nunca foi picado por um mosquito? Ou por uma vespa? E por uma abelha? No verão, as picadas transformam-se num problema comum, seja por causa dos destinos que visitamos ou porque estes insetos são mais abundantes durante os meses de calor. Veja como tratar e aliviar as picadas!

As abelhas, as vespas, as aranhas e os mosquitos são os insetos mais comuns que nos podem picar. Sabe o que fazer e como tratar as suas picadas? Vamos contar-lhe tudo isso aqui e ainda como preveni-las com umas dicas simples e bons hábitos.

 

Como tratar uma picada de abelha

A picada de abelhas em pessoas alérgicas pode causar sintomas como dificuldade em respirar, tonturas, vómitos e inchaço do rosto. Se é alérgico, ou se foi atacado por um enxame, não perca tempo e dirija-se o mais depressa possível para as urgências. Se não for esse o caso, siga estes passos com toda a calma que puder:

 

  1. Retire o ferrão da pele com uma pinça; se o retirar com as mãos, lave-as imediatamente.
  2. Observe se surge algum dos sintomas de alergia: inflamação dos lábios, da língua e garganta, taquicardia, náuseas, vómitos, diarreia, problemas respiratórios, comichão, ansiedade...
  3. Lave a picada com água e sabão neutro para evitar a entrada de sujidade ou bactérias.
  4. Se não é alérgico e lhe dói muito, tome um paracetamol ou um ibuprofeno. E se não quiser tomar nada, aplique gelo envolto num pano: o frio vai fazer-lhe bem! Também pode cortar uma rodela pedaço de batata e colocá-la sobre a zona picada ou espremer umas gotas de limão diretamente na picada para combater o efeito do veneno.

 

E a picada de vespa?

Se for picado e tiver dificuldade em respirar, tonturas, taquicardia, uma baixa de tensão, erupção cutânea onde foi picado e nas zonas próximas da picada, isso significa que tem alergia. O processo para tratar esta picada começa exatamente da mesma maneira que para o da abelha, mas depois de lavar a zona com sabão neutro, o melhor é aplicar argila, ou esfregar com cebola, vinagre de maçã ou salsa misturada com azeite.

Fui picado por um mosquito: o que é que faço?

O principal problema da picada de mosquito é a comichão intensa. Para acalmar a comichão, o melhor é aplicar uma loção e se a comichão for muito intensa, tomar um anti-histamínico por via oral. ATENÇÃO: É importante não arranhar a zona para evitar o perigo de infeção. Se infetar, será necessário aplicar um antibiótico tópico, embora as reações graves a picadas de mosquito sejam muito pouco frequentes.

 

O que pode mesmo acontecer, quando se é picado várias vezes por um mosquito numa mesma zona, é a erupção cutânea reativar, o que pode ser muito incomodativo.

 

A picada da mosca do cavalo

Se for atacado por uma mosca do cavalo, vai doer-lhe e muito. A verdade é que estas moscas mordem e rasgam, mas não picam. Pode surgir uma erupção cutânea, ficar tonto, sentir-se fraco e ter dificuldade em respirar.

 

O procedimento de alívio é o mesmo: limpar com água e sabão e, em seguida, aplicar um creme calmante, como o de aloé vera. Se notar qualquer coisa estranha ou problemas de saúde que não deveria ter, vá a correr ao médico. E tome nota: As moscas do cavalo são mais ativas nos climas quentes e húmidos, por isso proteja a sua pele com roupa e adicione alho à sua dieta sem medo de exagerar: afasta-as!

 

Cuidado com as picadas de aranha

De um modo geral, a picada de uma aranha inofensiva não provoca nenhum sintoma e assemelha-se à picada de qualquer outro inseto: um “alto” vermelho e inflamado na pele, que, por vezes, causa comichão ou dor, mas que, por outras, até pode passar despercebida.

 

Somente determinados tipos de aranhas possuem presas suficientemente compridas para penetrar na pele de um ser humano e injetar veneno suficiente para causar um efeito nocivo grave. Nesta zona do globo, tenha cuidado com a viúva negra europeia, a aranha de saco amarelo, a aranha-violino, a tarântula ibérica ou aranha-lobo-radiada. Procure fotografias e fuja se as vir!

 

Como evitar as picadas

  • Os mosquitos são mais ativos ao amanhecer e durante a noite, por isso use camisas de manga comprida e calças compridas quando cair a tarde.
  • Instale redes-mosquiteiros, em especial à volta das camas e do berço dos bebés.
  • Utilize repelentes de insetos, na sala e também para aplicar na pele. Os mosquitos odeiam a citronela e a erva-cidreira: pode comprar velas, colocar um vaso na janela ou comprar óleos essenciais e colocar umas gotas nos cantos das janelas e portas, aromatizar a casa ou adicioná-las ao seu creme de corpo. O eucalipto, a lavanda, o manjericão, a árvore do chá e o louro também não lhes agrada mesmo nada.
  • Evite deixar água estagnada em casa e limpe com frequência os esgotos, a água estagnada nos vasos e jarras e o pó.
  • Tome duche à noite, para eliminar na medida do possível o odor corporal e o suor que atrai os mosquitos. Porque, se não sabe, se suar muito, em especial à noite, tem mais possibilidade de atrair estes insetos. Um pormenor: se está grávida e for picada, não se assuste, pode ser porque sua mais, gera mais estrogénios e a sua temperatura corporal é mais elevada.
  • Evite os perfumes ou cremes “doces”, porque os insetos têm os sentidos desenvolvidos para encontrar flores e sugar-lhes o néctar e, por isso mesmo, confundem-na com uma.
  • Tente não andar descalço e preste atenção aos ninhos e colmeias. Ah, e evite os movimentos bruscos para que os insetos não se sintam ameaçados.
  • Fique longe dos pântanos, quintas e explorações pecuárias, são o lugar preferido das moscas do cavalo!

 

O que acha dos nossos conselhos? Tem mais algum que nos queira contar? É claro que ter a casa limpa e livre de ácaros ou insetos é fundamental. Dê uma espreitadela na página de Swiffer e descubra outros artigos que lhe serão super úteis!

 

0

Quer escrever um comentário?