Alcunhas carinhosas

Alcunhas carinhosas

0
Das tradicionais, como “meu amor” ou “fofinho”, às mais originais. Surpreenda-se com as inúmeras formas que os casais têm para se chamar.

Só precisamos de um pouco de imaginação, e muito, muito amor, para descobrir quais são as alcunhas mais comuns entre os casais. Mas, serão demasiado esquisitas ou uma demonstração verdadeira de afeto?

O que nos dizem as alcunhas carinhosas sobre um casal?
"Fofinho", "amor meu", "cuchi-cuchi"... todas nós conhecemos casais que se tratam assim! Mas... e consigo, também funciona assim? Há o tipo de casal que não deixa de se olhar durante todo o jantar, ou que não consegue largar as mãos em nenhum momento. Pode pensar-se que é apenas um hábito de amor, ou talvez não. O que acha que significam as suas alcunhas sobre a sua relação?

As comestíveis
Exemplos: bolachinha, docinho, bolito…

Talvez a sua relação seja super doce... além disso, ambos gostam de cozinhar. Só não espere que as pessoas a levem muito a sério se decidir usar estes nomes fora da intimidade da sua relação. Por mais que o seu companheiro goste de ser chamado assim em casa, evite fazê-lo se isso a deixa desconfortável à frente dos seus amigos.

As genéricas
Exemplos: princesa, rainha, querido, amor...

Ah, as alcunhas de uma vida! Bonitas, doces, e que geralmente não fazem com que outras pessoas tremam só de as ouvir. Antes as deixam espantadas pela ternura que emanam.... Não são muito originais, mas isso talvez seja bom e a razão  para durarem tanto tempo. São típicas dos casais confiantes, elegantes, seguros e simpáticos.

As passivo-agressivas
Exemplos: gordinha, pequenino...

Ditos com um sorriso, soam bastante melhor... devemos esquecer-nos que retratam ou sugerem um pequeno defeito e lembrar-nos que este tipo de alcunhas são ditas com carinho. Se ambos se chamam assim, é porque no fundo gostam de desafios, e de provocar (e serem provocados) um bocadinho. Gostam de algum risco!

Os diminutivos
Exemplos: docinho, ossinho, ursinho...

Estas alcunhas significam: "Como posso dizer-te isto com cuidado?", ou então que quem as diz é extremamente sentimental. Se costuma referir-se ao seu companheiro como se ele fosse um bebé, faça-o... mas só em casa! Embora lhe possa parecer muito normal, deve considerar o facto de que estas são alcunhas que podem provocar o riso se forem ditas em frente a pessoas que não sejam das suas relações mais íntimas.

Quando somos mamã e papá
Exemplos: mamã, papá, mãezinha...

"Mamã, podes passar-me o vinho?", "Papá, queres mais puré de batata?". Este tipo de alcunhas significam que o casal está numa etapa familiar muito avançada. Ou seja, a família está acima do casal. Provavelmente, achamos apropriado se tivermos um bebé em casa, que está a aprender a dizer as suas primeiras palavras. Mas cuidado, se as crianças não estiverem presentes, o melhor talvez seja tratarmo-nos pelos nomes próprios. E se os seus filhos já estão bem na adolescência, a probabilidade de os estarmos a envergonhar crescem exponencialmente.

Os sexy
Exemplos: campeão, leoa...

Normalmente são casais muito... ativos. Como sugestão aconselhamos a deixar este tipo de alcunhas para a privacidade do quarto. Ditas noutros contextos podem criar um ambiente tenso entre os presentes, ou desencadear uma "boca" menos agradável por parte daqueles que as ouvem.

Mas, e consigo? Gosta de alcunhas ou prefere não as utilizar? Existem argumentos de peso para defender ambas as partes:

A favor…
De acordo com um estudo publicado no "Journal of Social and Personal Relationships" (Jornal das Relações Pessoais e Sociais), os casais que utilizam nomes de animais de estimação e que comunicam na sua própria linguagem "sentem-se mais satisfeitos com as suas relações". O uso de alcunhas e de uma linguagem inventada é uma maneira simples de incentivar a comunicação positiva na vida quotidiana.

Contra…
Por outro lado, o uso de alcunhas menos comuns podem refrear a vida sexual dum casal. Quando ambos se tratam por "fofinho" uma pequena parte da identidade está a perder-se. Sempre que se chamarem um ao outro com a mesma alcunha, estão a esquecer-se que são duas pessoas individuais e diferentes.

Quer dar-nos a sua opinião sobre este artigo? Deixe aqui o seu comentário!

0

Quer escrever um comentário?