Poupanças domésticas: ideias e sugestões para valorizar as suas poupanças

Poupanças domésticas: ideias e sugestões para valorizar as suas poupanças

Há muitas maneiras de poupar. Valorize as suas poupanças com algumas ideias e sugestões de poupanças domésticas da Joana Roque.


Há quem consiga ainda, do seu rendimento mensal, retirar uma parte, por mais pequena que seja, para a poupança – um mealheiro ou uma conta separada. No entanto, muitas famílias mal conseguem gerir o seu orçamento mensal de maneira a cobrir todas as suas despesas, quanto mais pôr de lado uma quantia todos os meses.

Mas nem só isso é poupar. Poupar passa essencialmente por não se gastar em coisas desnecessárias e por se aproveitarem todas as baixas de preço, descontos, promoções que conseguirmos, de modo a “incrementar” o nosso rendimento. Independentemente do valor do nosso rendimento.

Quem vai habitualmente às compras, se souber usar promoções, talões, descontos e vales de desconto, poderá conseguir comprar os mesmos produtos de sempre a preços bastante mais baixos. É um exercício que obriga a perder algum tempo: saber o preço dos produtos habituais em várias superfícies, comparar descontos e fazer contas a preço por litro ou unidade antes de comprar.

Mas, no final do mês, com os 25% de desconto aqui, a promoção de 50% ali e o vale de desconto no nosso champô de sempre, a fatura mensal desce e, estamos a poupar.

Pode não ser uma grande poupança, pode não dar para começar um mealheiro, mas certamente que nos dará uma folga um bocadinho maior para a fatura da água ou para qualquer outra necessidade essencial.

Há ainda que ter noção da nossa lista de compras. Haverá necessidade de comprar sumos para beber durante a semana? Bolachas e bolos para os miúdos levarem para a escola? Temos mesmo necessidade de consumir tantos alimentos pré-cozinhados e preparados cheios de gordura e açúcar? Muitas vezes mudar aquilo que compramos é também uma maneira de poupar.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Na questão da roupa e do calçado, nada melhor do que aproveitar os saldos: a partir dos 50%, e comprar as coisas que necessitamos, seja umas botas, umas calças de ganga, uma camisa ou um vestido para o casamento da prima no próximo verão.

Há muito tempo que compro grande parte da roupa durante o período de saldos. Encontram-se excelentes artigos a preços muito mais baixos, que nos deixa a pensar se valerá mesmo a pena pagar o preço total (fora de saldos) de um produto que facilmente encontramos assim que começam as promoções.

Para realmente ser uma poupança, não faz sentido comprar apenas porque é barato, mas sim, porque necessitamos, e o que não se gasta em excesso, pode servir para ajudar a comprar os livros escolares dos miúdos em setembro, ou para pagar o seguro do carro, ou o IMI.

Encontrar o serviço mais barato para os serviços de televisão, internet, telefone ou telemóvel, renegociar e trocar de operadora, é também uma forma de conseguir poupar alguns euros ao fim do mês. Em alguns casos, importa decidir se realmente necessitamos de usar tudo o que estamos a pagar, ou se a nossa opção passa por reduzir o pacote contratado e assim gastar menos.

Estas são algumas ideias simples que podem valorizar a poupança e ajudar-nos a gastar menos mas que, no final do ano, representam uma poupança de muitos euros.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

Máquina de barbear

Gillette Fusion Proshield

Gillette

€2,00

de desconto

Technologia de lubrificação Proshield antes e depois das lâminas. Escudo contra a irritação **

Máquina de barbear

Gillette

Gillette Fusion Proshield

Para imprimir os cupões, por favor utilize um computador ligado a uma impressora.