Gerir o tempo

Gerir o tempo

Para que o tempo não nos fuja!


A falta de tempo é algo de que todos se queixam: “Não tenho tempo” é, provavelmente, a frase que mais ouço dos meus amigos (e por vezes de mim própria!).

Porque é que gerir o nosso tempo – algo que devia ser tão fácil – é sempre uma coisa tão complicada?

As 24 horas do dia têm que se dividir para muitas coisas: para trabalhar, dormir, comer. Tratar da casa e dos filhos. Para ir ao supermercado, para estar parada no trânsito, para nós. E só nestas pequenas coisas há logo a ideia de que 24 horas não chegam para tudo. E, na realidade, muitas vezes não chegam mesmo.

O que poderemos fazer para que as nossas 24horas nos permitam chegar a todo o lado?

Obviamente não há formas mágicas. Mas há planeamento, organização e rotina que, apesar de não poderem esticar o tempo e de nos fazer cumprir o que estabelecemos, nos podem ajudar (e muito) a gerir o nosso tempo. Vamos por partes.

É difícil estabelecer um limite de tempo para o trabalho: depende do trabalho de cada um, do grau de exigência de cada profissão, da probabilidade de ter ou não de trabalhar em casa. Mas mesmo assim devemos poder gerir da melhor maneira o tempo que passamos a trabalhar.

Quando vamos trabalhar, vamos trabalhar. Podemos perder menos tempo com conversa com o colega do lado, ou a tomar café, ou a comer a meio da manhã. Se estamos a trabalhar não vamos perder 30 minutos na internet ou a ver e responder a emails pessoais.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Vamos gastar as horas de trabalho a trabalhar efetivamente. Sermos organizadas no nosso local de trabalho, perder menos tempo com o que não é trabalho, criar listas de tarefas para o dia seguinte, estabelecer prioridades, responder aos emails assim que chegam e retribuir telefonemas, pode ser uma forma de gerir o nosso tempo no trabalho, e não termos de sair todos os dias depois da hora.

Mas onde a maior parte de nós sente dificuldade em gerir o tempo é quando chega a casa depois de um dia de trabalho.

Sermos metódicas e organizadas, ajuda a controlar o tempo. Criar uma lista de organização e tarefas semanal pode ajudar. Saber o que é o jantar todos os dias e deixar o jantar a descongelar para estar adiantado assim que chegamos a casa.

Outras ideias: saber que à sexta-feira é dia de fazer máquinas de roupa, e que à segunda é dia de limpar e organizar o escritório. Não deixar acumular limpezas e arrumações e fazer um pouco todos os dias, com a ajuda de todos lá em casa. Não sair de casa com a cama por fazer e, antes de dormir, deixar a sala arrumada. Ter afixado as atividades, para saber que à segunda e quarta temos de preparar o saco da natação de véspera.

Dividir as tarefas por todos: quem leva o lixo, quem põe a mesa e quem tira a louça da máquina. Ninguém consegue “criar” tempo, se não puder dividir as tarefas com os restantes membros da família.

Porque depois do trabalho, de dormir e de tratar das tarefas domésticas, é preciso ter tempo para os outros, para nós e para nada.

Depois de um dia de trabalho, depois dos banhos, do jantar e de arrumar a cozinha e de organizar as restantes tarefas domésticas, é também preciso ter tempo para os filhos: ler uma história, brincar com eles antes da hora de dormir. É preciso ter algum tempo para descontrair depois de um dia de trabalho, seja a ver a novela, a série do momento ou a ler um livro ou revista.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes