O mundo do açúcar

O mundo do açúcar

É normal pensar que algo tão simples como o açúcar não tem segredos para si. Mas acredite: está muito enganada. Há um tipo de açúcar para cada fim, seja para o uso diário feito em casa, seja para decorar uma doçaria mais fina. Que usos diferentes podemos dar ao açúcar? E que diferenças existem entre cada tipo de açúcar? Saiba tudo!


Contamos-lhe tudo o que precisa de saber sobre o açúcar. Entre neste mundo maravilhoso e doce e aprenda uma receita deliciosa.

  1. Açúcar mascavado
    O açúcar mascavado é um açúcar acastanhado que se obtém a partir da cana de açúcar e que quase não sofre refinamento. A sua consistência é um pouco mais espessa e mais rígida do que a maioria dos açúcares castanhos. A cor é obtida a partir do suco da cana de açúcar libertado durante o processo de produção. Este tipo de açúcar adquire o sabor e a cor da sua fonte, a cana de açúcar. É comummente utilizado para produzir rum escuro.
    Açúcar mascavado
  2. Açúcar refinado
    É uma variedade do açúcar branco, com um grão muito fina, sem ser no entanto considerado açúcar glacé ((itálico)). Em Inglaterra, é vendido como "açúcar castor" e nos Estados Unidos como "açúcar super fino". Também é usado para polvilhar sobremesas. Utiliza-se especialmente em sobremesas como merengues ou líquidos frios, uma vez que o seu grão é mais fácil de se incorporar nas massas, resultando assim numa textura mais uniforme.
    Açúcar refinado
  3. Cristais de açúcar coloridos
    Não é mais do que açúcar branco refinado, onde os cristais são grandes e tingidos com corante alimentar. Este tipo de açúcar é utilizado principalmente para decoração de bolos e outras sobremesas.
    Cristais de açúcar coloridos
  4. Açúcar amarelo
    Trata-se também de açúcar branco refinado tingido de amarelo para realçar a cor do produto final.
    Açúcar amarelo
  5. Açúcar branco
    Este açúcar é completamente refinado, para uso diário na sua cozinha. Se o moermos, obtemos açúcar glacé ((itálico)). A sua grande vantagem é que se dissolve instantaneamente e é muito utilizado para decorar e adoçar sobremesas, bolos, etc.
    Açúcar branco
  6. Açúcar castanho
    O açúcar castanho é obtido a partir do açúcar branco refinado, com um toque de melaço. É praticamente solúvel na água e de cor castanho dourado. Dependendo da quantidade de melaço utilizado na mistura, a cor pode ser mais ou menos escura.
    Açúcar castanho
  7. Açúcar melaço (ou açúcar castanho escuro)
    Neste caso é adicionado xarope de melaço de açúcar branco refinado, de modo a formar um produto final rico, escuro e saboroso.
    Açúcar melaço
  8. Açúcar em pó
    O açúcar de confeiteiro é de grão muito fino, em pó. É produzido com açúcar branco refinado, e é usado principalmente para decoração, seja para polvilhar pratos doces, bolos e cupcakes.
    Açúcar em pó
Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

RECEITA CASEIRA: MERENGUES DE MIRTILO

Merengues de mirtilo

Ingredientes (para 50 unidades)

Tempo estimado: 2h15

  • 4 claras de ovo a temperatura ambiente
  • 110 g de açúcar em pó
  • 110 g de açúcar glacé
  • 75 ml de molho de mirtilos
  • 10 ml de farinha de milho ou o maisena
  • 5 ml de vinagre branco

Elaboração

  1. Pré-aqueça o forno a 100°C. Coloque papel vegetal ou papel manteiga antiaderente em duas bandejas do forno.
  2. Bata as claras em castelo até ficarem firmes e com picos suaves.
  3. Adicione e bata gradualmente o açúcar em pó, até que este se dissolva. Continue durante dois minutos ou até que a mistura esteja espessa e brilhante, com todo o açúcar completamente dissolvido e que possa formar um pico com a mistura quando levantar o braço que segura a batedeira.
  4. Peneire o açúcar glacé a farinha de milho. Incorpore-os bem na mistura e adicione, em seguida, o vinagre. Continue a envolver até ficar tudo bem misturado.
  5. Num saco de confeitar, coloque uma colher de merengue, uma colher de chá de molho de mirtilos, outra colher de merengue e outra de molho de mirtilos. Faça pequenas formas com o saco sobre a folha de papel.
  6. Deixe no forno durante duas horas, trocando as bandejas a metade da cozedura, até que os merengues tenham uma aparência nítida e um som oco quando se bate na base.

É para adoçar a vida! Gostou do nosso artigo? Faça um "Gosto"!

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes