15 plantas medicinais para ter em sua casa

15 plantas medicinais para ter em sua casa

0
Um jardim de plantas medicinais tem mais vantagens do que um jardim só para alegrar a vista. Conheça os aromas que podem encher a sua casa.

Ter em casa o seu próprio jardim de plantas medicinais pode ser muito positivo para a sua saúde. Toma nota das espécies básicas e cultive o seu.

1. Sweet Annie (Artemisia annua)

A Sweet Annie o artemísia é uma planta aromática antibacteriana, que diminui a febre e controla o sangramento.

Artemísia ou Sweet Annie

2. Abrótano (Artemisia abrotanum)

Esta erva aromática e amarga, melhora a digestão e a função hepática, reduz a febre, relaxa os espasmos e destrói as bactérias intestinais. Funciona também como um poderoso repelente de mosquitos - e se proteger o seu jardim de rosas com uma cerca de Abrótano irá repelir os besouros pretos e amarelos que comem as pétalas.

Abrótano

3. Losna (Artemisia afra)

Esta planta artemísia indígena alivia vários sintomas como a tosse, resfriados, febre, perda de apetite, cólicas, dores de cabeça e dores de ouvido. Ao mesmo tempo, é apropriada para destruir bactérias intestinais e parasitas da malária.

Dica: coloque folhas frescas nas narinas, para limpar as passagens nasais bloqueadas, ou dentro das meias, para evitar pés suados.

Losna ou Artemisia Afra

4. Absinto (Artemisia absinthium)

É usada internamente para tratamentos da vesícula, melhorando a digestão, estimulando o apetite e expulsando bactérias. Pode igualmente ser aplicada por via tópica em feridas e picadas. Não pode ser usada por mulheres grávidas ou em amamentação.

Absinto ou Artemisia absinthium

5. Estragão francês (Artemisia dracunculus)

As folhas desta planta aromática são cobiçadas na culinária, especialmente para dar sabor a pratos de frango e ovos, molhos, molhos de salada e mostarda. Estimula a digestão, ajuda na indigestão e expulsa bactérias em crianças. Externamente, é utilizada para o reumatismo e dor de dentes. Não pode ser usada por mulheres grávidas ou em amamentação

Estragão francês

6. Camomila (Matricaria recutita)

Planta asterácea que pode ser utilizada internamente para problemas digestivos nervosos, insónias, enjoos, dentição, cólicas e convulsões infantis. Externamente, use-a em feridas, queimaduras solares, queimaduras, hemorroidas. Funciona ainda como um agente emoliente e antialérgico em produtos cosméticos, e é um condicionador de cabelo maravilhoso.

Camomila

7. Matricária (Tanacetum parthenium)

As folhas desta planta têm uma função preventiva e anti-inflamatória para enxaquecas e artrites.

Matricária

8. Confrei (Symphytum officinale)

Extremamente rica em cálcio e vitamina B 12; um ingrediente que quando se adicionado a um creme e se aplica na pele, promove a reprodução celular. Aplicada em feridas elimina hematomas e o inchaço muito rapidamente.

Confrei

9. Marrúbio (Marrubium vulgare)

Esta planta contém um expetorante potente. Alivia a bronquite, a asma e o catarro, os resfriados e a tosse convulsa, bem como as doenças do fígado e da vesícula biliar, a febre tifoide e as palpitações.

Marrúbio

10. English Marigold (Calendula officinalis)

As flores são usadas para fazer cremes para aliviar as doenças da pele, tais como as assaduras, eczema, conjuntivite, infeções fúngicas, herpes e gengivite, assim como o pé de atleta e problemas gerais da pele. Internamente, utiliza-se para úlceras gástricas e duodenais, colite, hepatite e doenças menstruais. As suas flores podem ser adicionadas na alimentação, mas não durante a gravidez.

Calêndula

11. Erva-Cidreira (Melissa officinalis)

Conhecida como a planta contra o stresse, era usada para alimentar vacas leiteiras para se poder ordenhá-las e mantê-las calmas ao mesmo tempo. Esta erva facilitava a extração do leite. Tem também um efeito calmante sobre os seres humanos e é completamente segura e saudável, podendo tomar-se todos os dias. Se adicionar algumas das suas folhas numa salada vai dar-lhe um sabor suave a limão.

Erva-Cidreira

12. Árvore do Chá (Melaleuca alternifolia)

A Árvore do Chá é uma planta antisséptica e expetorante que estimula o sistema imunológico e é eficaz contra as infeções. Localmente utiliza-se para tratar qualquer coisa, como infeções vaginais, pé de atleta, verrugas e micose. Coloque as suas folhas em água a ferver e faça uma infusão, deixando arrefecer antes de aplicar. Pulverizar as suas plantas com uma infusão fria desta espécie é ótimo para acabar com os fungos.

Árvore do Chá

13. Bulbinella (frutescans Bulbine)

O suco das folhas é usado para picadas, mordidas, queimaduras e escoriações, e oferece excelente proteção natural contra queimaduras solares.

Bulbinella

14. Erva-de-São-João (Hypericum perforatum)

Também conhecida como Hipérico ou Erva-de-São-João, é perfeita para aliviar a ansiedade, stresse, distúrbios da menopausa, síndrome pré-menstrual, ciática e fibrosite. Externamente utilizada para queimaduras, bolhas, feridas e outras lesões (feridas especialmente profundas e dolorosas). Nunca se deve juntar a antidepressivos alopáticos.

Hipérico ou Erva-de-São-João

15. Gerânio Rosa perfumado (Pelargonium graveolens)

Utilizada como um chá, é excelente para problemas relacionados com a pré-menstruação e com a menopausa. Funciona também nas amigdalites, náuseas e má circulação - e o chá sabe a rosas! Externamente, pode ser usada para a acne, hemorroidas, eczemas, contusões e micoses.

Dica: para o chá, coloque as folhas em água a ferver e use o suco perfumado para dar sabor a cremes, limonadas e gelados, ou então coloque as suas folhas no fundo de um molde para dar sabor aos bolos.

Gerânio rosa

Gostou deste artigo? Faça um “Gosto” ou deixe-nos o seu comentário. Talvez queira ler também sobre Dieta mediterrânica ou Escute o seu coração!.

 

0

Quer escrever um comentário?