Ideias para “reciclar” os presentes de Natal (de que não gosta)

Ideias para “reciclar” os presentes de Natal (de que não gosta)

0

Temos a certeza que esta situação lhe soa familiar: o Pai Natal "patinou" um pouco este ano com os presentes que escolheu para si, não leu bem a sua carta e não tem o talão para os poder trocar. E pergunta-se: "O que é que eu vou fazer agora com tantas coisas de que não gosto?". Pois bem, aqui tem algumas ideias que podem dar resposta à sua tristeza pós-Natal. Cortesia de Fairy e Don Limpio!

JOGAR AO “INIMIGO INVISÍVEL”

Uma solução ideal quando o presente é feio, mas feio mesmo. Imagine: um bibelô que parece ter sido comprado nos chineses, um colar horroroso da feira, qualquer coisa horrível que não serve p-a-r-a n-a-d-a. Você agarra nele, embrulha-o muito bem e leva-o para a reunião de Ano Novo com os seus amigos (com quem já tinha previamente combinado jogar ao "Inimigo invisível"), para que outra pessoa fique com ele. Estas são as regras:

 

  1. Cada pessoa leva um presente e antes de jogar colocam-se todos em cima da mesa. É necessário haver um dado.
  2. Faz-se uma rodada para ver quem consegue a pontuação mais alta com o dado e estabelecer assim uma ordem para escolher o presente.
  3. Uma vez decidida a ordem, do primeiro ao último, voltam a atirar o dado: se sair um 5, o participante pode escolher. O presente é escolhido pelo formato ou pelo papel, por isso é importante que o embrulho seja bonito! A rodada continua até todos os participantes terem um presente nas mãos após terem conseguido um 5.
  4. Agora toca a abri-lo… Surpresa! Claro que pode acabar por levar para casa algo pior do que o que trouxe, mas não se preocupe, porque temos mais ideias!

 

DOAR É DE SÁBIO

Se lhe ofereceram roupa de que não gosta, não lhe serve de nada e não precisa, ou sapatos que sabe que nunca os irá usar, por que não doá-los? Certamente recebeu muitos mais presentes neste Natal, enquanto há pessoas que não receberam nenhum... Sabe qual é uma boa ideia? Na cidade onde vive existem de certeza ONGs e centros que recolhem roupas para os mais desfavorecidos.

 

PRESENTE BONITO PROCURA DONO

Por vezes, o que nos oferecem até é bonito, de qualidade e especial, mas "não é para si", porque não é bem a sua onda. No entanto, é um bom presente! Por que não lhe procura dono? Alguém que o irá usar e apreciar como ele merece. De certeza que se “sondar o terreno” à sua volta, encontrará o merecido destinatário daquele presente que acabou nas suas mãos por artes mágicas. E ainda por cima irá sentir-se lindamente!

 

VENDA

Dependendo do que seja, pode sempre levá-lo a uma loja onde alguém possa encontrar-lhe utilidade. Antiquários, livrarias, lojas de curiosidades... O objetivo não é ficar rica com a venda do presente, mas sim dar-lhe uma saída alternativa ao lixo.

 

TRANSFORMAÇÃO EM 3, 2, 1…

Talvez não possa trocar o presente (lembremo-nos que não há talão de troca), mas pode "transformá-lo". Por exemplo, se é uma peça de roupa e não gosta dela, talvez possa personalizá-la e torná-la mais especial e adequada para si: cortar mangas, acrescentar acessórios e coisas desse génerp. Se não lhe fica bem, poderá levá-la à costureira para a arranjar e adaptá-la ao seu corpo. Se for um objeto de decoração, talvez com um pouco de arte "handmade" possa dar-lhe um novo look, não acha? Olhe atentamente para o objeto e avalie as possibilidades que ele tem.

 

FAÇA UMA CÁPSULA DO TEMPO

E transforme aquele presente de que não gosta em algo valioso, como um troféu. É uma ideia engraçada, a de fazer uma cápsula com recordações e histórias e enterrá-la num local onde seja pouco provável que outra pessoa a encontre. Pode guardar as coordenadas da localização da sua cápsula e regressar um dia mais tarde e desenterrá-la ou então passar o testemunho à geração seguinte. Pode deixar uma carta, fotografias, objetos, músicas, filmes, o que quiser!

 

Gostou deste artigo? SIM? Então deixe-nos o seu comentário! Adoramos as ideias de Fairy e Don Limpio, porque têm sempre uma saída original.Se quiser ler mais, passe pela sua secção no Para mim.

0

Quer escrever um comentário?