Placa bacteriana e doenças orais - Gengivite

Placa bacteriana e doenças orais - Gengivite

A gengivite significa inflamação nas gengivas. É quando as gengivas (estrutura que cobre e suporta os dentes) ficam vermelhas e inchadas e frequentemente sangram durante a escovagem. Se a gengivite for grave, a almofada pode aparecer manchada de sangue pela manhã e poderá também existir mau hálito.


O que é a Gengivite?
A gengivite é causada pela placa bacteriana. A placa bacteriana é uma película constituída por bactérias associadas aos resíduos alimentares que adere a superfície dos dentes e gengivas diariamente. Os principais locais de acumulação de placa bacteriana são o espaço que existe livre entre a gengiva e o dente, o dorso da língua, e todos os outros locais que possam favorecer a sua acumulação, como por exemplo, os dentes de apoio de próteses dentárias fixas e removíveis, restaurações dentárias defeituosas e aparelhos de ortodontia.

Para tratar e prevenir a maioria das gengivites basta ter uma higiene oral diária eficaz, feita através da escovagem e da utilização do fio dentário.

É uma doença muito comum, mais de 80% das pessoas com mais de 25 anos tem ou já teve gengivite e pode aparecer em qualquer momento após o aparecimento dos dentes. Embora seja mais frequente em adultos, também afecta cada vez mais crianças e adolescentes.

Existem pessoas que têm gengivite mais facilmente?
Embora a sua principal causa seja a acumulação de placa bacteriana, também poderá ter influência o tipo de bactérias que a constituem e outros fatores relacionados com a saúde geral. Pessoas fumadoras ou que sofrem de determinados problemas de saúde, como por exemplo a diabetes, têm maior susceptibilidade de sofrer desta doença. A gravidez por ser um estado com alterações hormonais marcadas, pode desencadear uma resposta mais agressiva da gengiva à placa bacteriana.

As gengivites são todas iguais?
Não. Existem várias formas de gengivite. Poderão ser induzidas por alterações hormonais, nomeadamente a gravidez, puberdade ou menopausa.

Gengivites induzidas por medicamentos, como os contraceptivos orais ou outro tipo de medicamentos, como a fenitoína (utilizada para controlar as convulsões na epilepsia), a ciclosporina (que é tomada pelas pessoas submetidas ao transplante de órgãos) e a nifedipina (que se administram para controlar a tensão arterial e as alterações da frequência cardíaca).

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

A deficiência de algumas vitaminas também pode causar gengivite. A falta de vitamina C (escorbuto), B3 ou PP pode produzir inflamação e sangramento das gengivas.

Existem também as Gengivites associadas à erupção dos dentes. A gengiva inflama-se, incha e sobrepõe-se sobre um dente que não saiu ainda completamente, fazendo retenção de líquidos, restos de comida e bactérias.

Como poderei tratar a minha gengivite
Episódios iniciais de gengivite podem regredir desde que haja uma maior eficácia na remoção de placa, ou seja, desde que a escovagem siga uma técnica bem orientada e o uso de fio dentário seja regular. Caso persista, deverá consultar um profissional de saúde oral, médico dentista/ higienista oral, pois poderá ser necessário efetuar uma destartarização para remover os depósitos calcificados (tártaro) entre outros procedimentos e evitar a progressão da doença.

Normalmente uma manutenção profissional recomenda-se de 6 em 6 meses, mas poderá ser necessária realizá-la com mais frequência nos casos de pessoas com higiene oral deficiente ou com estados de saúde propensos à gengivite. Normalmente, depois de eliminar o tártaro e a placa bacteriana, as gengivas regeneram rapidamente devido à sua excelente irrigação, desde que a higiene oral seja cuidadosa.
Devem tratar-se ou controlar-se os processos de algumas doenças que possam causar ou piorar a gengivite.

Depois de tratar a gengivite poderei voltar a ter?
Sim. A gengivite é reversível mas poderá sempre reaparecer deste que haja fatores que a desencadeiam. Também é importante referir que sem os cuidados necessários a gengivite pode evoluir para periodontite, uma forma mais grave de doença periodontal (das gengivas), que compromete todos os tecidos em redor do dente, podendo levar assim a mobilidade e perda dos dentes.

Como poderei prevenir a gengivite?
A escovagem correta dos dentes, especialmente depois das refeições e antes de deitar, o uso de fio dentário à noite, consultas de controlo 2 vezes por ano e não fumar, são medidas essenciais para prevenir a gengivite e as suas possíveis complicações.

Dra Carla Afonso, Higienista Oral, APHO

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

Máquina de barbear

Gillette Fusion Proshield

Gillette

€2,00

de desconto

Technologia de lubrificação Proshield antes e depois das lâminas. Escudo contra a irritação **

Máquina de barbear

Gillette

Gillette Fusion Proshield

Para imprimir os cupões, por favor utilize um computador ligado a uma impressora.