Placa bacteriana e doenças orais - Cárie dentária

Placa bacteriana e doenças orais - Cárie dentária

A placa bacteriana é formada por um biofilme de bactérias e por componentes salivares que resultam numa massa extremamente aderente a todas as estruturas da boca.


O que é a Placa Bacteriana?
Ao início é colonizada por bactérias que são inofensivas à nossa saúde mas à medida que vai ficando mais acumulada, com o passar do tempo e sem ser removida, torna-se mais patogénica e causa doenças.
Numa fase inicial a placa bacteriana acumula-se nas zonas de mais difícil acesso, como espaços interdentários, fossetas e fissuras dos dentes, aparelhos ortodônticos, pontes dentárias, coroas e outro tipo de próteses. Com o passar do tempo acumula-se em qualquer zona da cavidade oral, incluindo a língua.

A placa bacteriana pode ser removida através da escovagem com uma pasta dentífrica, da utilização do fio dentário (ou fita dentária) e/ ou através de outros dispositivos de remoção de placa bacteriana, adequados a cada situação.
Numa fase inicial a placa bacteriana não é visível a olho nu. Pode, no entanto, ser utilizado um revelador de placa, que vai corar as zonas onde ela existe.Com a acumulação sucessiva da placa bacteriana, esta poderá ser vista sem recorrer a estes corantes específicos.
A placa bacteriana quando não é removida eficazmente, é ela a causadora das doenças orais, tanto a nível periodontal (gengivite e periodontite), como a nível dentário (cárie dentária).

O que é a cárie dentária?
A cárie dentária é uma doença do dente, de origem externa, que corresponde a uma cavidade no dente. Contudo, a cárie não se inicia logo por um “buraco”. A doença inicia-se de forma silenciosa e antes de chegar a esta fase de cavitação já teve de sofrer desmineralizações múltiplas (desgastes).

Para existir cárie dentária é necessário que se verifique a conjugação de três factores fundamentais:

  • Dieta (alguns alimentos e bebidas, mas principalmente os açúcares)
  • Bactérias da placa bacteriana
  • Tempo

Como é que isso acontece?
As bactérias da placa bacteriana utilizam os açúcares provenientes da alimentação e produzem ácidos que vão causar uma perda de mineral do esmalte do dente (desmineralização). Estes ataques ácidos sucessivos se não forem parados pelos minerais da saliva e pela presença do flúor (remineralização) vão permitir a perda irreversível do esmalte dentário e levar à formação de uma cavidade, que é a cárie dentária.
Na nossa boca existe um processo contínuo entre desmineralização e remineralização. Se os períodos de desmineralização forem maiores que a remineralização favorece o aparecimento de cavitação. Desta forma, se houver um consumo excessivo de alimentos ou bebidas açucaradas, as bactérias vão desenvolver-se e multiplicar-se mais facilmente.

O que é que os alimentos e bebidas fazem?
Os alimentos e bebidas que se consomem durante longos períodos, sobretudo entre as refeições, podem alterar o equilíbrio entre remineralização e desmineralização, favorecendo o processo de formação da cárie dentária.

Não posso comer entre as refeições?
Não deve consumir alimentos pegajosos como por exemplo, caramelos, gomas, passas e outros alimentos açucarados retentivos entre as refeições devido ao ataque ácido ser muito intenso e a saliva não poder ter capacidade de prevenir e reparar. Os mesmos alimentos devem ser consumidos apenas nos horários das refeições, evitando que os dentes estejam a ser constantemente sujeitos a ataques ácidos, ajudando desta forma a prevenir a formação de cáries.

O meu filho gosta de andar com o biberão na boca, tem problema?
Se as crianças dormirem com o biberão, ou se lhe colocarem líquidos (incluindo o leite, sumos de frutas e outras bebidas especialmente açucaradas), estes podem ser usados pelas bactérias para produzir ácidos, podendo acelerar o processo de formação de cáries. Este tipo de cárie dentária é normalmente conhecido por “cárie do biberão”.

Todos temos cáries de igual forma?
Uma vez que a formação de cárie depende de muitos fatores, incluindo o tipo de alimentação, existem diferenças nas bactérias da boca de cada um, a quantidade e qualidade da saliva e ainda os hábitos de higiene oral são diferentes de indivíduo para indivíduo, o que leva a que o risco à cárie seja diferente entre os indivíduos.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Posso não ter as bactérias que provocam a cárie dentária?
Todos nós temos esse tipo de bactérias na flora oral, no entanto a quantidade existente na flora oral individual é variável. No caso de o número de bactérias ser muito elevado, o risco à cárie poderá ser acrescido.

Como é que a boca e os dentes interferem na cárie dentária?
De diversas formas, desde a formação, posição e a composição dos dentes, até à saliva, o tratamento dentário e os hábitos para manutenção da saúde oral.

Qual o papel da saliva?
A saliva neutraliza e defende o dente, mas o mais importante ainda é que contém minerais que ajudam a reconstruir as áreas do dente que foram desmineralizadas ou atacadas pelos ácidos. Esse processo de reconstrução é conhecido como remineralização.

Como vai atuar a saliva?
De diversas formas. A saliva é muito importante, e pode por exemplo, influenciar a diminuição de perda de minerais dos dentes e o processo de remineralização. Por vezes certas infecções ou medicamentos alteram o tipo de saliva facilitando o processo de formação da cárie dentária em toda a cavidade oral.

Quais as zonas de maior riscam ao aparecimento de cárie dentária?
As fissuras profundas e cavidades existentes em alguns dentes, como nos molares, as zonas entre os dentes (espaço interdentário) e as raízes dos dentes quando descobertas, são áreas de maior susceptibilidade à cárie.

Medidas para prevenir a cárie dentária:

  • Um meio de prevenir a cárie dentária nas fissuras dos dentes é através da aplicação, nessas áreas, pelo higienista oral ou médico-dentista, de uma espécie de resina, conhecida como selante de fissuras.
    O selante de fissuras passa a funcionar como uma barreira protectora para a superfície do dente, protegendo-o da placa bacteriana e dos ácidos.
  • O flúor administrado por via oral (sistémico) ajuda a fortalecer os dentes durante a sua formação, são exemplos:
    • Água fluoretada
    • Suplementos de flúor, tais como comprimidos ou gotas
  • O flúor administrado de forma tópica fortalece os dentes após a formação, são exemplos:
    • Tratamentos tópicos com flúor aplicados profissionalmente ou sob prescrição de um profissional de saúde oral, tal como espumas ou pastas dentífricas de alta concentração
    • Produtos com flúor para uso diário, podem ser obtidos sob a forma de pastas dentífricas ou colutórios
  • Uma das melhores formas de evitar a perda de minerais dos dentes ou desmineralização e ainda contribuir para o processo de remineralização é usar uma pasta dentífrica com flúor. Uma pequena quantidade de pasta dentífrica usada durante a escovagem pode ajudar a equilibrar a situação. Muitos estudos científicos realizados durante longos períodos comprovaram que esta é uma das formas mais eficazes para prevenir a cárie dentária.

Não esqueça:

  • A cárie dentária é um processo que envolve um equilíbrio entre a perda e recuperação de minerais ao longo do tempo, em resposta aos ataques diários dos ácidos produzidos pelas bactérias. As cáries podem ser prevenidas executando diariamente as instruções de higiene oral recomendadas pelo seu higienista oral ou médico-dentista.
  • Comer os alimentos adequados na hora certa, durante as refeições, e evitar os alimentos açucarados ou refrigerantes entre as refeições podem ajudar ainda mais a reduzir seu nível de risco à cárie dentária.
  • Escovar os dentes com uma pasta dentífrica com flúor pelo menos duas vezes ao dia, é um passo fundamental para ajudar a equilibrar a sua saúde oral e prevenir a formação de cárie dentária.
  • A utilização diária do fio dentário ou outro método interproximal é fundamental para higienizar os espaços interdentários onde a escova não consegue chegar.
  • Cumprir estas regras e outras que lhe sejam recomendadas para manter a sua saúde oral ao longo da vida.
Dr. João Pedro Ferreira, Higienista Oral, APHO

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

Muito elucidativo. É de facto importante perceber a origem e o que leva ao problema dentário, não só o que é "mau" e "bom" que por vezes acaba por não ser tão tomado em conta e desresponsabiliza o doente!

  • Reportar

Máquina de barbear

Gillette Fusion Proshield

Gillette

€2,00

de desconto

Technologia de lubrificação Proshield antes e depois das lâminas. Escudo contra a irritação **

Máquina de barbear

Gillette

Gillette Fusion Proshield

Para imprimir os cupões, por favor utilize um computador ligado a uma impressora.