Periodontite - Sintomas e tratamento

Periodontite - Sintomas e tratamento

Saiba o que é a Periodontite. Conheça os quatro tipos mais comuns, os sintomas e tratamentos. Saiba mais sobre Higiene Oral com o Paramim.


A Placa Bacteriana é uma massa esbranquiçada composta por bactérias, que se forma diariamente, que se adere fortemente à superfície dos dentes e às gengivas. Esta acumula-se em grande quantidade no sulco gengival (espaço entre o dente e a gengiva) e nos espaços entre os dentes. As bactérias da placa bacteriana provocam a cárie dentária e as doenças periodontais (doenças que afetam o suporte dos dentes, nomeadamente a gengiva e o osso que rodeia os dentes), podendo qualquer um eliminá-las através das técnicas de higiene oral corretas.
A Periodontite é uma doença das gengivas que resulta duma gengivite não curada/tratada. Quando não tratada atempadamente ou eficazmente, a evolução de uma gengivite revela-se bastante complexa podendo chegar ao estado de Periodontite, afetando o periodonto, ou seja, todos os tecidos que envolvem e apoiam os dentes, nomeadamente as gengivas, o osso e o ligamento periodontal que fixa os dentes.
Qualquer tipo de doença periodontal é o resultado directo de uma má saúde oral, por insuficiências ao nível da escovagem dos dentes e do uso do fio dentário, podendo o seu aparecimento e desenvolvimento estar relacionado também com problemas virais, fúngicos e doenças sistémicas associadas. Quando a higiene oral adequada é descurada duma forma sistemática, as bactérias da placa bacteriana que se acumulam na boca, começam a ter uma ação direta nas gengivas e outros tecidos que circundam os dentes e até no osso. As bactérias presentes na cavidade oral libertam toxinas, fazendo com que o organismo responda através de um processo inflamatório que, se não for rapidamente tratado, pode começar a dar início a uma perda de suporte das gengivas e do osso.

Os 4 tipos de Periodontite mais comuns são os seguintes:

  • Periodontite crónica: forma mais comum da Periodontite e embora afecte maioritariamente os adultos, qualquer pessoa pode desenvolvê-la. A inflamação das gengivas, a perda óssea e a perda de suporte gengival pode evoluir de uma forma mais lenta do que acontece com os restantes tipos de Periodontite. É a mais vulgar nos adultos.
  • Periodontite agressiva: afecta qualquer pessoa, mesmo as mais saudáveis, e desenvolve-se de uma forma rápida e destrutiva, levando a perda óssea e a alterações profundas das gengivas. É a mais vulgar nos jovens e adolescentes.
  • Periodontite associada a doenças sistémicas: a Periodontite pode ainda ser agravada ou favorecer a severidade de doenças sistémicas como a diabetes, artrite e doenças do foro cardíaco.
  • Periodontite ulcerativa necrosante: é uma das formas mais graves da Periodontite, manifestando-se através da morte dos tecidos gengivais, podendo levar a lesões graves na boca. Quem sofre de imunodeficiências, malnutrição ou doenças como o VIH/SIDA têm um maior risco de sofrer deste tipo de Periodontite.

Para reconhecer ou evitar este tipo de doença é importante estar atento aos seguintes sintomas:

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro
  • Sangrar das gengivas durante a lavagem dos dentes e/ou com o uso de fio dentário;
  • Sangrar das gengivas quando se trinca alguns tipos de alimentos, como por exemplo uma maçã;
  • Gengivas inchadas e de cor vermelha;
  • Existência de pus entre os dentes e as gengivas;
  • Um mau hálito persistente;
  • Alterações na posição dos dentes, fonética, mastigação etc.

Embora a Periodontite possa levar a alterações irreversíveis do periodonto, esta patologia é tratável e o primeiro passo é um rastreio oral, para se definir o plano de tratamento adequado, plano esse que passará sempre pela remoção da placa bacteriana e tártaro acumulados, pelo alisamento das raízes dos dentes, pela avaliação dos tecidos moles inflamados e do pelo estado ósseo. Outros tratamentos possíveis podem ser feitos através de laser, tratamentos com medicação coadjuvante e havendo necessidade e condições favoráveis, pode ser necessária uma intervenção cirúrgica.
Para diminuir ou eliminar as doenças periodontais, a prevenção é o segredo, e sendo a Periodontite uma doença com consequências que podem ser graves, a deteção precoce é fundamental. É muito importante haver um “check-up” regular, controlar a higiene oral diária: escovando os dentes, pelo menos 2 vezes por dia, uma das quais acompanhadas do uso do fio dentário, ou outro meio de remoção de placa bacteriana interdentário.
É importante estar atento a eventuais alterações na sua saúde oral, visitando o seu Higienista Oral/ Médico Dentista sempre que algo lhe pareça “fora do normal”, e mesmo de uma forma rotineira, para melhor prevenir e controlar a sua saúde oral.

Deve marcar uma consulta com o seu Higienista Oral/Médico Dentista no caso de registar um ou mais dos sinais e sintomas atrás mencionados.

Dr. Carlos Lopes, Higienista Oral, APHO

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

Piquena

Piquena

Reportado

Sofri do mesmo mal e sou jovem ainda! Não tratei a gengivite com o pavor dos dentistas e a pensar que não seria nada de grave, e pronto, agora sofro as consequências!! Tratem dos vossos dentinhos sempre!!

  • Reportar