Métodos mecânicos de remoção e controle do biofilme dentário

Métodos mecânicos de remoção e controle do biofilme dentário

A higiene oral tem como principal objetivo o controlo e remoção do biofilme bacteriano de todas as estruturas, moles e duras, da cavidade oral. Uma correta higiene oral é, sem dúvida, a principal medida na prevenção da cárie dentária e das doenças periodontais (estruturas que suportam e mantém os dentes)


O meio mais eficaz e usualmente utilizado para remover o biofilme da superfície dos dentes é a escovagem que deverá ser efectuada com escova de dentes e um dentífrico fluoretado e/ou adequado a cada situação.
Os hábitos de higiene dentária devem ser diários, adaptados a cada indivíduo e às suas necessidades e incluídos na rotina diária o mais precocemente possível.
A anatomia dentária, a posição dos dentes na cavidade oral e também o uso de próteses e aparelhos fixos obriga à utilização de medidas e métodos adicionais de limpeza, nomeadamente para a limpeza da zona interproximal dos dentes.
Este artigo tem como objetivo apresentar cada um dos meios de remoção de placa bacteriana disponíveis, as situações a que se destinam e como deverão ser utilizados.

Escova de dentes
A eficácia da escovagem não depende só da técnica utilizada. É fundamental que a escova de dentes responda a determinados requisitos, o que hoje em dia se torna mais difícil de selecionar, dada a enorme variedade de escovas disponíveis no mercado.

Os profissionais recomendam as escovas de dentes tendo em conta alguns aspetos como a destreza do indivíduo, tamanho da sua boca, anatomia dentária e saúde periodontal. Na escolha de uma escova de dentes devemos ter em conta os seguintes requisitos:

  • boa relação de tamanho, forma, textura e dureza, tendo em conta a quem se destina;
  • fácil de manipular;
  • filamentos de nylon (extremidades mais arredondadas mais fáceis de lavar e secar o que diminui o risco de traumatismos e de proliferação de bactérias e fungos).

De uma forma geral, para um adulto saudável, a escova apropriada deverá ter uma cabeça de tamanho pequeno ou médio, filamentos de nylon e dureza média ou macia.
Atualmente também são muito utilizadas as escovas elétricas. O tipo de movimento da cabeça da escova, o controlo da pressão e do tempo de escovagem e até a sinalização de necessidade de substituição podem ser uma mais valia para uma eficaz escovagem com estas escovas.
Uma escova de dentes, manual ou eléctrica, que seja utilizada regularmente necessita de ser substituída a cada 3 / 4 meses de utilização ou sempre que os pêlos se encontrem danificados.

Escova Unitufo
Escova de tufo único que dado o seu reduzido tamanho permite o acesso a zonas e dentes onde a escova normal não é tão eficaz. Muito útil em portadores de próteses com coroas, próteses sobre implantes e aparelhos fixos de ortodontia.

Escova para próteses removíveis
Existem no mercado escovas específicas para limpeza das próteses removíveis. Possuem normalmente pelos mais compactos e preparados para não danificar nem riscar a superfície das próteses.
Técnica de escovagem: Há vários métodos de escovagem que podem ser indicados, no entanto o método sulcular é um dos mais indicados e eficaz. Nesta técnica, os pelos da escova encontram-se angulados aproximadamente a 45º em relação ao dente e gengiva e são efectuados movimentos vibratórios curtos ou circulares.
Uma higiene oral completa compreende também a limpeza do espaço interproximal, ou seja os espaços entre os dentes. A seleção do melhor método a usar poderá depender do espaço existente entre os dentes, da existência ou não de próteses e aparelhos e até da destreza de cada indivíduo.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Fio dentário/Fita dentária
A principal diferença entre o fio e fita está na sua espessura sendo que a fita tem uma maior superfície de limpeza em relação ao fio. A escolha pode passar por serem ou não encerados (estes são mais fáceis de manusear pois deslizam melhor entre os dentes) ou contendo ou não flúor. Para o seu uso, em indivíduos com menor destreza ou que sejam portadores de próteses ou aparelhos fixos é necessário recorrer aos suportes de fio e/ou passa-fios.
O seu uso deverá ser diário, pelo menos uma vez por dia. A técnica de utilização consiste em enrolar cerca de 40 a 50 cm de fio nos dedos médios e com a ajuda dos indicadores e polegares deslizar cuidadosamente o fio entre os dentes até abaixo da linha da gengiva.

Superfloss
Fio composto por 3 partes distintas: uma extremidade rígida que permite a sua inserção entre os dentes, uma rede de fibras esponjosas para uma eficaz limpeza dos espaços interdentários e sob as próteses, e um pedaço de fio dentário normal para limpeza abaixo da linha da gengiva.
O superfloss é de utilização única o que se torna mais dispendioso.

Escovilhão interdentário
Alternativa ao fio/fita dentários e que serve para higienizar espaços entre dentes que não apresentam ponto de contacto e com ausência de papilas interdentárias, zonas de bifurcação de raízes e em portadores de próteses sobre implantes e aparelhos fixos de ortodontia.
Os escovilhões apresentam pelos de nylon, tal como as escovas, O seu uso deverá ser diário e é de fácil utilização o que simplifica a sua utilização por parte dos indivíduos.

Palitos
O palito também pode ser utilizado para remover placa bacteriana entre os dentes. Deve ser de material flexível e não pode ser o palito de sobremesa, pois pode libertar farpas de madeira e não tem o formato do espaço interdentário. Recentemente apareceram em Portugal palitos em que a parte ativa é de borracha permitindo não só a remoção de placa bacteriana mas também massagem gengival. Estes palitos são uma alternativa ao tradicional palito de mesa, muitas vezes utilizado e tantas vezes prejudicial para os dentes e gengivas.

Raspador língual
A limpeza da língua é fundamental pois é um local que devido à sua constituição acumula muitos resíduos alimentares e de bactérias causadoras do mau hálito. Para este efeito podemos recorrer aos raspadores linguais. Algumas escovas de dentes já dispõe de um pequeno raspa línguas incorporado na parte de trás da cabeça

Dedeiras
As dedeiras, embora possam não ser tão eficazes como outros métodos, podem ser uma alternativa a utilizar em determinadas situações tais como doentes acamados ou que não conseguem efetuar a sua higiene oral, nomeadamente em crianças muito pequenas para higiene e massagem das gengivas.
As dedeiras podem ser de pano, plástico com cerdas na extremidade ou de borracha impregnadas com dentífrico ou substância refrescante e que se adaptam ao dedo indicador para fácil utilização.

Irrigadores Orais Os irrigadores orais não removem placa bacteriana, no entanto podem ser muito úteis como complemento aos métodos já referidos e também quando se pretende fazer um controlo químico da placa bacteriana.
Os métodos e meios de remoção de placa bacteriana devem ser adequados às necessidades de cada indivíduo, sendo importante e fundamental um acompanhamento regular por um profissional que lhe poderá indicar o método que melhor se adaptará á sua situação.

Dra Alexandra Queirós, Higienista Oral , APHO.

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

Máquina de barbear

Gillette Fusion Proshield

Gillette

€2,00

de desconto

Technologia de lubrificação Proshield antes e depois das lâminas. Escudo contra a irritação **

Máquina de barbear

Gillette

Gillette Fusion Proshield

Para imprimir os cupões, por favor utilize um computador ligado a uma impressora.