RECOMENDAÇÃO DOS ESPECIALISTAS SOBRE A INCONTINÊNCIA

RECOMENDAÇÃO DOS ESPECIALISTAS SOBRE A INCONTINÊNCIA

Por vergonha, por medo ou por qualquer outro motivo, as mulheres que sofrem de incontinência têm tendência a manter em segredo o seu desconforto e a sua experiência, mas na verdade não têm necessidade de o fazer: somos muitas e não estamos sozinhas, entre todas podemos ajudar-nos e apoiar-nos.


Não está sozinha! Há muitas mulheres nesta mesma situação. Pode sentir-se apoiada, porque conta ainda com o conselho de especialistas na matéria.

A incontinência urinária ainda continua a ser um enorme tabu na nossa sociedade. Por isso, as mulheres afetadas por esta doença sentem-se envergonhadas quando se fala do assunto em público. Escondemos as nossas idas frequentes à casa de banho e tememos as longas distâncias e as intermináveis viagens de carro. Temos a tendência de guardar para nós o nosso "pequeno problema", sem confiá-lo a ninguém, às vezes nem sequer falamos do assunto ao médico de família ou ao ginecologista. E não o deveríamos esconder, porque é óbvio que existem muitas mulheres na mesma situação que nós, que nos podem ajudar, mesmo que seja apenas através da compreensão, de uma dica ou de um bom conselho.

No Para mim, recomendamos especialmente a todas as mulheres que sofrem de incontinência urinária que falem sobre esse problema quando forem ao médico: vão ver como a partir desse dia tudo melhorará!

Até lá, a Dra. Elisabeth Merkle, conceituada especialista em saúde da mulher, deixa-nos os seus conselhos para minimizar os efeitos da incontinência urinária na nossa vida diária:

Para começar, deve retirar a venda do medo dos olhos: "nem todas as mulheres com incontinência urinária precisam de terapia médica ou cirúrgica; às vezes, basta apenas um pouco de planeamento. Ir à casa de banho sempre que seja possível, embora nem sempre se tenha vontade, é uma boa ideia. Também existem aplicações específicas para o smartphone que nos ajudarão a encontrar a casa de banho mais próxima”.

Os exercícios para fortalecer o pavimento pélvico também irão contribuir para reforçar a continência a longo prazo, fazendo-nos sentir mais seguras. E, claro, os pensos e protetores de cuequinhas são essenciais: devemos sempre levá-los connosco para onde quer que vamos, garantindo assim a nossa limpeza, segurança e higiene; além disso, são invisíveis sob a roupa e completamente discretos!

Devemos escolher a absorção adequada para cada momento, para nos podermos sentir mais confortáveis. Por exemplo, se vai fazer uma viagem longa e tem fugas frequentes, escolha um protetor com maior capacidade de absorção.

Tem alguma coisa que gostaria de partilhar connosco? Um conselho ou uma dica? Adorávamos conhecer a sua experiência, talvez possa ajudar outras mulheres! Esperamos que tenha gostado deste artigo; faça “Gosto” ou deixe-nos um comentário. Talvez lhe interesse ver mais artigos sobre Os diferentes tipos de incontinência.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

  Para publicar um comentário, registe-se ou inicie sessão