COMO FALAR DA INCONTINÊNCIA COM O SEU COMPANHEIRO

COMO FALAR DA INCONTINÊNCIA COM O SEU COMPANHEIRO

Aborde o assunto ao invés de esperar que seja o seu companheiro a perguntar-lhe. Se anda a ter um comportamento estranho, nada próprio de si, será um alívio para ele saber o que se está realmente a passar consigo. Pense que ele já se deverá ter apercebido e estará preocupado, por isso ganhe força e conte-lhe quando se sentir preparada.


Não espere que seja o seu companheiro a perguntar-lhe, vá ter com ele e fale com ele. Clique aqui e leia como pode abordar esse assunto com o seu companheiro.

Como abordar o assunto?

O seu companheiro pode já ter notado que você anda com um comportamento estranho ou pode ter ouvido alguns comentários suspeitos nas suas frequentes idas à casa de banho. Talvez você ande ultimamente muito reticente em acompanhá-lo em determinadas atividades e, por isso, ele estará alerta: algo está errado. Quem sabe o que ele andará a imaginar! Portanto, quando se sentir preparada, é bom que fale com ele sobre o que se anda a passar consigo. Por exemplo, pode começar por lhe dizer algo que ele já sabe: "Ultimamente preciso de ir à casa de banho com mais frequência do que o habitual, é por isso que me esquivei aos planos que me propuseste, porque implicavam a impossibilidade de ir à casa de banho quando precisava. Desculpa não to ter dito antes, mas precisava de tempo”. Esta explicação irá ajudar o seu companheiro a entender a sua mudança de comportamento e atitude, dando-lhe ao mesmo tempo uma ideia geral da situação.

Conte-lhe devagar para que ele tenha tempo de compreender

Tenha em conta duas coisas muito importantes: por um lado, o seu companheiro é o seu maior porto de abrigo e de apoio incondicional. Por outro, é importante não se esquecer de que ele não faz a mínima ideia do que se está a passar consigo nem porquê. Fale-lhe dos seus sintomas, descreva-lhe como estão a afetar a sua vida e, por fim, o impacto de tudo isto na vossa relação.

Explique-lhe que a sensibilidade da bexiga é um problema muito comum entre as mulheres, ajude-o a compreender o que lhe aconteceu e porquê, de maneira franca e transparente, e diga-lhe como se sente. Poderá igualmente assegurar-lhe que já está a tomar medidas para controlar o problema e que, com o tempo, o mais lógico é que a situação melhore.

Continuem a conversar

Incentive o seu companheiro a tratar este assunto com naturalidade, deixe-o fazer perguntas e colocar-lhe quaisquer preocupações que ele possa ter relativamente a esta situação; desta forma, estarão juntos para conseguirem superar o problema, você terá alguém com quem conversar abertamente e contará com o apoio de que necessita.

Claire, 35 anos: "Durante nove anos guardei este problema só para mim, agora tenho o meu marido e os meus amigos mais próximos dispostos a dar-me o apoio de que necessito."

Maria, 44 anos: " Demorei algum tempo, mas desde que contei este problema aos meus amigos e à minha família, sinto-me muito melhor."

Conselhos para lidar com a incontinência

A incontinência é algo que afeta muitas mulheres ao longo da sua vida. Em Para mim, encontrará vários artigos dedicados a esta temática, não lhes quer dar uma olhada? Talvez também lhe interesse ler os conselhos do especialista para minimizar a incontinência urinária . Gostou deste artigo? Faça “Gosto” ou deixe-nos um comentário!

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

  Para publicar um comentário, registe-se ou inicie sessão

Casa Margarida