Tudo sobre a  dieta dissociada

Tudo sobre a dieta dissociada

Todas as mulheres desejam ser magras, mas não devemos deixar-nos levar pelo emagrecimento extremo. Devemos, sim, procurar atingir o nosso peso ideal. Fala-se imenso na dieta dissociada porque é muito eficaz, saudável e equilibrada. Quer saber em que consiste?


Perca os quilinhos que tem a mais e que se acumularam na letargia do inverno com uma dieta que lhe permitirá usar o biquíni que quiser este verão, sem complexos.

Agora que o calor começa a apertar, começamos a cuidar-nos mais para termos um “bom corpo e menos roupa”. Uma das dietas mais populares, para além das Dukan e Montignac, é a dieta dissociada.

Ao contrário do que possa pensar, a dieta dissociada não é um conceito novo. Foi elaborada entre 1900 e 1920 e está listada hoje entre as "dietas milagrosas" mais utilizadas. É simples, abundante e tem um objetivo claro a curto prazo: alcançar-se o peso ideal de forma saudável.

Em que consiste?

A dieta dissociada consiste em seguir una premissa básica e fundamental: não misturar grupos de alimentos incompatíveis na mesma refeição. Ou seja, permite comer muitos e diferentes tipos de alimentos, mas separando-os por “famílias” (segundo o pH, as proteínas digerem-se em médio ácido e os hidratos de carbono em médio alcalino). Desta forma, assimilam-se em separado os diferentes componentes: gorduras, hidratos de carbono ou proteínas, conseguindo assim mobilizar e queimar os depósitos de gordura e eliminar os líquidos.

Vantagens

  • Este tipo de dieta permite-nos comer de tudo sem passar fome. Pode comer até ficar saciada, respeitando a combinação dos alimentos.
  • Com a separação dos tipos de alimentos evita-se a digestão pesada.
  • Não há a necessidade de contar as calorias, nem de pesar os alimentos, pelo que é o ideal para quem adora comer grandes quantidades.
  • É uma dieta muito simples de seguir. Apenas tem de saber quais são os alimentos que podem ou não ser misturados na mesma refeição.

Desvantagens

  • Na verdade, não existe uma base científica que justifique esta teoria. Segundo a AESAN (Agência Espanhola de Segurança Alimentar), esta teoria carece de fundamento científico e os resultados obtidos apenas confirmam um menor consumo de energia.
  • Uma vez alcançado o peso ideal, se o desejar manter, deve registar as quantidades ingeridas, evitando a mistura de alimentos incompatíveis e levar um estilo de vida saudável, introduzindo hábitos saudáveis como o exercício moderado (caminhar vinte minutos por dia, por exemplo).

* Consulte sempre um especialista quando decidir começar uma dieta.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Que alimentos podem misturar-se?

  • Não se podem misturar alimentos ricos em proteínas (carne, peixe, ovos, leite...) com alimentos ricos em hidratos de carbono (cereais, farinhas, pasta, arroz, legumes).
  • Não se devem misturar gorduras (azeites, frutos secos, manteiga...) com  proteínas, carne cozida e peixe.
  • Há que evitar os fritos.
  • Os diferentes tipos de hidratos de carbono não se podem misturar entre si (por exemplo, verduras e batatas, não combinam bem).
  • Os legumes (de folhas verdes, cebolas, espargos, cenouras, tomates...) no geral podem misturar-se com tudo, menos com fruta.
  • Por norma, o melhor é não misturar os diferentes tipos de fruta. Se o fizer, evite mesmo a mistura de frutos doces com frutos ácidos.
  • O açúcar pode ser substituído por adoçante. Refrigerantes e álcool? Nem pensar!

* Ver tabela de compatibilidades

Quando ingerir cada tipo de alimentos? A dieta sugere:

  • Hidratos de carbono: apenas ao pequeno almoço e almoço.
  • Proteínas: apena ao jantar.
  • Frutas: entre as refeições principais, a meio da manhã, ou ao lanche.
  • Frutos secos: devem também comer-se à parte das refeições principais, mas sem ser ao mesmo tempo da fruta.

Grupos de alimentos

  1. Frutos ácidos: Citrinos, laranja, limão, lima, tomate.
  2. Frutos semiácidos: Cereja, framboesa, kiwi, uva, pera, maçã, ananás.
  3. Frutos doces: Ameixa, figo seco, damasco, passa de uva.
  4. Frutos oleaginosos: Azeite, azeitona, amêndoa, coco, manteiga de amendoim, noz, pinhão, pistácio.
  5. Cereais: Arroz, trigo e derivados (farinhas, flocos), milho e derivados (pipocas), pão (de qualquer tipo).
  6. Legumes: Grão de bico, ervilha, feijão, lentilha, soja, amendoim e outros.
  7. Hortaliças: Alcachofra, beringela, abóbora, alho-porro, beterraba, nabo, pepino, pimento, rábano.
  8. Feculosas: Batata-doce, batata, castanha, banana, cenoura cozida.
  9. Verduras e algas: Aipo, agrião, couve, couve-flor, chicória, , esparregado, espinafres, alface, cogumelos.
  10. Alhos e cebolas
  11. Ovos: Galinha, pato, etc.
  12. Leite: Gordo, meio-gordo e magro.
  13. Manteigas: Prescindir da margarina.
  14. Queijos: Todo o tipo de queijos.
  15. Carnes e peixes: Carnes, peixes e mariscos.
Tabela de compatibilidades

Como utilizar esta tabela
A ideia principal é poder comer-se de tudo e na quantidade que se desejar. Simplesmente não se devem misturar alimentos incompatíveis. Para saber quais são os alimentos compatíveis entre si, ou não, proceda da seguinte forma:

  1. Escolha um primeiro alimento do grupo de alimentos e registe o número do grupo a que pertence.
  2. Escolha um segundo alimento do grupo de alimentos e registe o número do grupo a que pertence.
  3. Na tabela, cruze os dois números. Se o resultado for SIM, pode misturar os alimentos e seguir com a sua dieta. Se for NÃO, não deve misturar os alimentos numa mesma refeição, caso contrário, engordará. Se o resultado for M, pode misturar os alimentos no caso de querer manter o peso, mas não se desejar emagrecer.
  4. Consultar as regras dietéticas se não existe nenhuma incompatibilidade adicional.
  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
1 SIM SIM NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO SIM SIM NÃO NÃO NÃO NÃO
2 SIM SIM SIM SIM SIM M M M NÃO NÃO SIM SIM NÃO SIM NÃO
3 NÃO SIM SIM M SIM NÃO NÃO SIM NÃO SIM SIM NÃO M NÃO NÃO
4 NÃO SIM M SIM SIM M SIM SIM SIM SIM SIM NÃO M NÃO M
5 NÃO SIM SIM SIM SIM SIM SIM NÃO SIM SIM SIM M M M NÃO
6 NÃO M NÃO M SIM SIM SIM NÃO SIM SIM NÃO M M M M
7 NÃO M NÃO SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM NÃO   M SIM
8 NÃO M SIM SIM NÃO NÃO SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM NÃO
9 NÃO NÃO NÃO SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM NÃO M M SIM
10 SIM NÃO SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM NÃO NÃO NÃO SIM
11 SIM SIM SIM SIM SIM NÃO SIM SIM SIM SIM SIM M SIM NÃO M
12 NÃO SIM NÃO NÃO M M NÃO SIM NÃO NÃO M SIM SIM M NÃO
13 NÃO NÃO M M M M SIM SIM M NÃO SIM SIM SIM M NÃO
14 NÃO SIM NÃO NÃO M M M SIM M NÃO NÃO M M SIM NÃO
15 NÃO NÃO NÃO M NÃO M SIM NÃO SIM SIM M NÃO NÃO NÃO SIM

Estamos prontas para alcançar o nosso peso ideal sem passar fome e com a digestão mais leve! Bem-vindo, verão!

Acha que este artigo foi útil? Por favor, clique em "Gosto" e partilhe connosco a sua opinião!

  Para publicar um comentário, registe-se ou inicie sessão

Eu confirmo que escrevi o conteúdo e concordo com regras do grupo e Termos e CondiçõesEu confirmo que escrevi o conteúdo e concordo com regras do grupo e Termos e CondiçõesEu confirmo que escrevi o conteúdo e concordo com regras do grupo e Termos e CondiçõesEu confirmo que escrevi o conteúdo e concordo com regras do grupo e Termos e Condições

  • Reportar
Saam1

Saam1

Reportado

ompreendi e concordo com as Diretivas eompreendi e concordo com as Diretivas eompreendi e concordo com as Diretivas eompreendi e concordo com as Diretivas e

  • Reportar