DESCUBRA OS BENEFÍCIOS DOS VEGETAIS DE PRIMAVERA

DESCUBRA OS BENEFÍCIOS DOS VEGETAIS DE PRIMAVERA

A primavera é a época do ano perfeita para começar de novo, para nos desintoxicarmos e pôr em forma o nosso corpo depois da temporada de festas e antes de chegar o verão. E que melhor forma de o fazer do que incorporar os vegetais de época na nossa dieta? Baixos em caloria, contêm muita fibra e estão cheios de nutrientes.


As verduras da época são picantes, adstringentes e às vezes, amargas. Curiosamente todas ajudam a limpar os sistemas do fígado e da vesícula biliar. Também ajudam a limpar o organismo e aceleram o sistema digestivo. Introduza na sua dieta as seguintes verduras da época e deixe que o seu corpo se adapte. Lembre-se que deve beber muita água e mastigar tudo muito bem.

Salada de folhas verdes

A alface é composta por 92 a 95% de água, mas contém vitaminas e o pouco comum silício mineral, que ajuda a renovar as articulações, os ossos e os tecidos conjuntivos. As mais verdes e escuras são as mais nutritivas.

Já provou “mesclun”? É uma terminologia francesa que denomina uma mistura de saladas variadas de vários brotos de espinafres, folhas de mostarda, rúcula, escarola, dentes de leão, chicória e outras verduras de folha. Estes misturas fazem com que seja muito mais fácil colher os benefícios de diferentes tipos de saladas.

Dente de leão

O humilde dente de leão, um membro da família do girassol, é 100% comestível. Esta “erva má” é subestimada pois é rica em nutrientes, vitaminas e minerais, além de ser muito benéfica para o sistema imunológico. As folhas do dente de leão também favorecem o bom funcionamento hepático e renal, sendo também ligeiramente laxantes e diuréticas.

É utilizada crua em saladas mistas, batidos ou sandes, e combina muito bem com queijo, abacate ou azeite.

Rúcula

Quando é jovem, está no seu ponto mais doce. É rica em enxofre, um bom mineral para o “embelezamento”, que limpa o fígado e a pele, por isso põe-nos mais bonitas. É também uma grande fonte de fibra, antioxidantes, vitaminas do complexo B, zinco, cobre, vitaminas A, C e K, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio e magnésio. Na antiguidade também se acreditava que tivesse propriedades afrodisíacas!

Agrião

Esta planta de folha verde encontra-se normalmente junto a azinhagas e lagoas, e é uma das verduras mais conhecidas desde a antiguidade para usar nas comidas. Sabia que na década de 1800 vendia-se como pequeno-almoço aos trabalhadores industriais britânicos? O agrião era famoso por tratar todo o tipo de doenças.

O agrião tem um perfil nutricional potente que inclui vitamina K, cálcio, betacaroteno, ferro e magnésio. Curiosamente, também é uma boa fonte de origem vegetal de iodo, que ajuda a regular o metabolismo, e contém anti-histamínicos e propriedades anti-inflamatórias. Pode cozinhá-lo a vapor ou simplesmente juntar a uma sopa.

Rábanos

Os rábanos contêm doses extremamente altas de vitamina C e podem ajudar na luta contra as constipações e outras infeções. Se sofre de sinusite ou dor de garganta, é útil saber que o seu vapor ajuda a dissolver a expetoração.

Como outros vegetais de raiz, são ricos em potássio, que ajuda a limpar os rins, a vesícula e as pedras dos rins. Além disso também se pensa que moldam a tiroide. São baixos em calorias, uma boa fonte de enxofre, e contêm sílica, que mantém a pele, cabelo e unhas saudáveis. Deve comê-los crus e sem estarem muito maduros. Pode juntá-los a uma salada de rúcula com morangos e sementes de sésamo tostadas.

Ervilhas de açúcar

São baixas em gordura e altas em fibra. Têm um alto conteúdo de açúcar que se transforma rapidamente em amido, por isso é melhor consumi-las o mais rapidamente possível para manter a sua doçura. Cruas como um aperitivo ou com húmus ou numa salada.

Espargos

São conhecidos como “a comida dos reis”, porque o seu perfil nutricional é impressionante, e têm poderosas propriedades curativas! São baixos em gordura, altos em fibra e uma boa fonte de ferro, vitaminas do grupo B (especialmente o ácido fólico), vitamina C e vitamina K. A água que contêm e as fibras não digeríveis também indicam que têm propriedades diuréticas e laxantes. São também um potente anticancerígeno e aminoácido que neutraliza o excesso de amoníaco no corpo.

Alcachofras

Mesmo que a preparação de alcachofras exija um pouco de esforço, vale a pena. São muito saudáveis para o fígado, e um básico das dietas das pessoas que gostam de beber álcool. Também melhoram a digestão e ajudam na digestão de gorduras. São altas em fibra, baixas em calorias e uma boa fonte de vitaminas e minerais. Cozinhe-as a vapor com azeite, limão, alho e um toque de sal.

Erva-doce

A erva-doce tem uma aroma único de alcaçuz, o que a torna num curativo refrescante para qualquer menu de primavera. Contém flavonoides, antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias; também ajuda a aliviar flatulências, cãibras e a indigestão.

Abacate

Mesmo não sendo estritamente um alimento primaveril, é sem dúvida um complemento perfeito para qualquer salada de primavera. As abacates, com o seu sabor a noz, têm um alto valor energético e um pH perfeitamente equilibrado. São de fácil digestão pela maioria das pessoas e uma fonte de glutamina que ajuda a curar o revestimento do intestino. O seu óleo rico em antioxidantes é fantástico para o cabelo e a pele, tal como uma ajuda para a perda de peso.

Gostou deste artigo? Faça “Gosto” ou deixe-nos um comentário. Aproveite e consulte a nossa secção de Comida Saudável.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

  Para publicar um comentário, registe-se ou inicie sessão

Ninika

Ninika

Reportado

Muito bom, adoro vegetais.

  • Reportar