Ouça o seu corpo: stress

Ouça o seu corpo: stress

Em casa ou no trabalho, é muito importante ouvir os sinais do seu corpo e tirar algum tempo livre para si.


Embora todas tenhamos momentos em que nos sentimos um pouco cansadas, insistimos em continuar a fazer tudo e mais alguma coisa sem fazer uma pausa. Mas o cansaço depois revela-se em múltiplos sintomas que têm apenas uma causa: o stress.

Controle o stress

O nosso corpo funciona com diferentes níveis de stress, que variam de dia para dia. A nossa capacidade natural para lidar com o stress depende de uma série de substâncias químicas que nos ajudam a lidar com os diversos níveis de pressão. A adrenalina, por exemplo, ajuda-nos a reagir quando nos encontramos perante uma situação de emergência ou de risco.

Seja como for, às vezes encontramo-nos em situações em que o nosso corpo não consegue usar os químicos naturais de forma eficiente e equilibrada – limiares de pressão que estão para além da nossa capacidade de os contrabalançar rapidamente. Isto tanto podem ser preocupações por causa de trabalho ou de dinheiro para as quais não encontramos soluções imediatas.

Sinais físicos de stress
Se os químicos “naturais” ligados ao stress, como a adrenalina, anoradrenalina e o cortisol, não forem usados de forma positiva quando libertados, podem acabar por causar problemas como o aumento do ritmo cardíaco. O cortisol pode afetar o sistema imunitário, deixando-nos mais propensas a sofrer doenças.

Outros sinais frequentes podem ser: dificuldade para dormir, alterações de humor ou estados de melancolia frequentes, falta de interesse no sexo ou dores de cabeça regulares.

O stress não tem que resultar necessariamente em problemas físicos extremos, mas para isso é importante parar e ter tempo livre, para percebermos como é que o corpo se consegue libertar naturalmente do stress.

Plano de ação anti-stress:
 

Avalie a sua situação. Pare e tente identificar exatamente qual ou quais são as fontes de stress. Faça isto com alguma frequência. Analise bem a sua situação e passe a pente fino todos os problemas para chegar ao cerne do que está a correr mesmo mal.
 
Crie um plano de ação. Se a fonte de stress for alguma coisa que pode resolver, tente pôr cobro à situação o mais depressa possível. Às vezes não é simples, como sabemos. O stress relacional, por exemplo, quer seja em casa ou no trabalho, pode ser provocado por um conjunto muito complexo de motivos. No entanto, partilhar o que sente pode ajudá-la se encontrar a pessoa certa com quem conversar. Ela poderá oferecer-lhe outra perspetiva das coisas e esse feedback mais objetivo pode, pelo menos, ajudá-la a combater a raiz dos problemas.
 
Encontrar escapes. As explosões de mau feitio ou os nervos podem não ser a melhor forma de lidar com as situações stressantes. Algumas escapatórias simples, como dar um passeio à volta do quarteirão, ir ver o mar, tomar um banho relaxante, pôr o seu CD preferido a tocar e dançar até cair, ou mesmo respirar fundo e contar até 10, podem ser de grande ajuda. Somos todos diferentes, por isso é importante que aprenda com a sua própria experiência e encontre as formas de lidar com o stress que melhor funcionam para si.
 
Ajudas saudáveis.
Beber um copo ou comer uma caixa de chocolates são maneiras compreensíveis de tentar levantar o ânimo quando nos sentimos muito em baixo. Mas, fisicamente, abusar deste tipo de escapes pode trazer-nos outros problemas. Em vez disso, experimente uma nova atividade – ir nadar, fazer ioga ou pilates, ou algum hobby que a ajude a canalizar as suas energias. A atividade física pode proporcionar um grande alívio físico e mental. Por outro lado, os hobbies – desde que não exijam demasiado investimento emocional – também podem ajudá-la a descobrir outras capacidades, o que acabará por elevar-lhe a moral.
 
Concentre-se nas coisas positivas: Nem todos nós servimos para meditar. Mas descontrair e focar a atenção em coisas positivas é um método comprovadamente eficaz para desestressar. Tente tirar cinco ou dez minutos para si e experimente cantar (murmurando ou mesmo usando a voz) ou, se essa não for de todo a sua praia, tente pensar numa imagem prazenteira, quer seja um lugar imaginário como uma praia deserta ou uma imagem de umas férias inesquecíveis. Foque-se nessa imagem e respire fundo, de preferência demorando o dobro do tempo ao expirar do que ao inspirar (esta é a clássica respiração usada no ioga). Depois, pense em cheiros que combinem bem com a sua imagem e deixe-se ficar por um momento nesse paraíso mental.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

Temari

Temari

Reportado

Este artigo é mesmo muito interessante. Obrigada pelas dicas.

  • Reportar

Máquina de barbear

Gillette Fusion Proshield

Gillette

€2,00

de desconto

Technologia de lubrificação Proshield antes e depois das lâminas. Escudo contra a irritação **

Máquina de barbear

Gillette

Gillette Fusion Proshield

Para imprimir os cupões, por favor utilize um computador ligado a uma impressora.