O sono do bébé

O sono do bébé

O sono é fundamental para o desenvolvimento físico e mental de qualquer ser humano e em particular para os bebés. Normalmente o recém-nascido não distingue o dia da noite e demora algum tempo a adquirir ritmo e a estabelecer horários mais regulares.


Na realidade o sono tem vários estádios e ciclos, que se vão alterando com o crescimento. Num adulto, quando este adormece, o cérebro como que desliga entrando no chamado sono profundo, tranquilo ou não REM (movimentos rápidos dos olhos) durante o qual o corpo está parado, a respiração é tranquila, regular e curta, os músculos estão relaxados. Após cerca de 1,5 hora, o cérebro entra numa fase de actividade mental crescente – fase de sono leve ou REM – começa a fase de uma actividade muito activa, durante a qual se volta na cama, levanta-se para ir à casa de banho, sonha, voltando depois à fase do sono profundo. Estes ciclos repetem-se ao longo da noite de modo alternado – um adulto tem em média 6 horas de sono profundo e 2 de sono leve.
No bebé predominam os períodos de sono REM sendo mais lenta a passagem de um período para o outro pelo que ao adormecer fica mais tempo em sono leve antes de entrar no sono profundo. Assim se explica porque é que por vezes o bebé adormece ao colo mas com as pálpebras semi-cerradas, com alguns movimentos dos membros e com uma respiração acelerada, acordando de imediato assim que o colocamos na cama……E lá voltamos à “estaca zero” – embalar, cantar dar a chucha ou até mesmo leite para acalmar. Fica então mais mole, entra em sono profundo e adormece.
Por volta do primeiro ano de vida a primeira fase do sono leve torna-se mais curta e os ciclos do sono são cada vez mais curtos. O sono pesado dura cerca de uma hora após o qual passa para o sono REM no qual poderá acordar com pequenos estímulos – sonoros, tácteis – tornando-se difícil retomar o sono profundo. Normalmente este reentrar no sono profundo só se verifica se o bebé se sentir seguro. Os períodos de sono REM são particularmente importantes para o bebé por ser a fase em que são processados todos os acontecimentos que ocorreram durante o dia. O sono não deverá ser interrompido nesta fase, pois o bebé irá acordar irritado e rabugento, comportamento que se manterá por algum tempo.

Quantas horas dorme um bebé?
O tempo de sono não é igual para todas as crianças, um recém-nascido (RN) dorme em média 18 a 20 horas, ou seja, passa a maior parte do tempo a dormir ainda que os ciclos de sono sejam curtos, cerca de 20’. Após este período o sono começa a ficar mais organizado, para o que muito contribui a atitude dos pais ao reconhecerem o choro como acordar e não como de desconforto. Durante o dia deve estar sujeito ao barulho normal da casa. Para poder distinguir o dia da noite.
Geralmente a maioria dos bebés já tem o ritmo de sono estabelecido por volta dos 3 meses ainda que possa acordar ou dar sinal 4 a 5 x noite. Aos 4 meses geralmente dorme cerca de 11 horas por dia, das quais 4 a 5 de dia, repartidas por 2 a 3 sestas.
É muito habitual os pais queixarem-se de que o bebé, que até era muito tranquilo, a partir da 3ª semana de vida começou a ter períodos de grande agitação ao final do dia, irritado, com dificuldade em adormecer. Isto gera grande ansiedade aos pais, que não sabem como lidar com a situação. Coincide geralmente com a chegada do pai e/ ou dos irmãos, e o bebé sente-se inseguro. Os pais deverão aprender a conhecer estes momentos de grande ansiedade, devendo deixá-lo chorar mas ficando junto a ele, ainda que sem lhe pegar ao colo. O objectivo será de que ele adormeça e descarregue todo o stress. Por vezes ajuda se se colocar um objeto que lhe transmita alguma segurança e conforto e que ele associa sempre à hora de dormir.

Nos primeiros dias o bebé deve dormir num berço para se sentir mais confortável, na cama de grades vai sentir-se perdido. Se não tiver um berço pode colocar a alcofa dentro da cama. Após os primeiros 2 a 3 meses, o bebé deve passar para a cama de grades. Não é necessário usar almofada. A temperatura do quarto deve estar amena, rondando os 21-22ºC - atenção que alguns bebés acordam com facilidade por causa do frio, por isso deve agasalhá-lo bem de modo a que ele não fique desconfortável.
Pelo contrário, no Verão o bebé deve estar bem fresquinho para que possa ter um sono tranquilo.

Como estabelecer rotinas?
As rotinas são fundamentais para criar hábitos de sono. Costumo dizer aos pais “ à primeira todos caem, à segunda só cai quem quer….”. Na realidade é muito frequente num primeiro filho o bebé ser adormecido ao colo - a mãe sente-se confortável e ele adormece que nem um anjinho! Até adormece a mamar e fica muitas vezes a fazer da mama chucha, permanecendo ao colo por vezes uma hora, a chuchar mas não a mamar. Quando a mãe lhe retira a mama, ele acorda de imediato e a tendência é para lhe pegar de novo ao colo e este ciclo repete-se várias vezes ao longo do dia. Dentro de poucos dias o que se verifica é que o bebé mama bem, fica acordado já por alguns períodos e só quer adormecer ao colo, sentindo o contacto físico com a mãe. E se inicialmente este processo era rápido, à medida que o tempo passa ele acha que dormir é uma perca de tempo e o adormecer passa a ser um verdadeiro tormento!!!! A criança domina por completo os pais.
O mesmo acontece no caso do RN que demora muito tempo a arrotar depois de mamar e em que a mãe fica com ele ao colo a aguardar pelo arroto. Se passados 10’ o bebé ainda não arrotou, deite-o na posição recomendada – barriga para cima, cabeça para o lado e cabeceira elevada. Mesmo que bolse não se irá engasgar. Caso contrário passamos a ter um bebé com manha de colo!!
É fundamental que a criança se habitue a adormecer no berço logo desde os primeiros dias de vida. O colo é para dar de comer, para mimar, mas não para adormecer.
Por volta dos 6 meses o bebé já faz geralmente períodos de sono nocturno mais prolongados. Tente que a hora de deitar seja sempre a mesma, é importante que não haja grande excitação e brincadeira antes de colocar o bebé na cama. Há que criar uma rotina na hora de dormir – cantar, um mimo, contar uma história no caso da criança mais velha, mas é importante manter sempre o mesmo ritual. A hora terá de ser ajustada aos hábitos da família, no entanto por volta do ano de idade a criança deverá deitar-se no máximo pelas 21h30, em particular se tem de se levantar cedo para ir para o infantário. Deve avisá-la de que se aproxima a hora de dormir de modo a que ela se vá mentalizando. Deve evitar brincadeiras muito estimulantes e não facilitar que ela adormeça no sofá ou na cama dos pais.

Dormir no quarto
Por volta dos 6 meses o bebé começa a ter mais autonomia, com interesse pelo mundo que o rodeia, mas por esta idade também se verificam algumas regressões como que se o bebé quisesse regressar para dentro da barriga da mãe. Se não está habituado a ficar sozinho aparece a ansiedade da separação. Esta idade corresponde a uma das fases de maior agitação e de interesse pelo mundo que o rodeia, pelo que os períodos de sono leve são muito frequentes e ele vai acordar com muita facilidade. É a altura ideal para passar para o seu quarto.
Se não existe a possibilidade de mudar de quarto então devem criar um espaço para o isolar, longe dos pais. O bebé deverá criar o seu espaço de conforto antes destes surtos de autonomia para que não surjam os receios do desconhecido. O que acontece frequentemente é que ele acorda várias vezes durante a noite, chora e os pais cansados e a saber que têm de se levantar cedo, acabam por levá-lo para a sua cama.
Dormir na cama dos pais é o desejo de qualquer criança, transmite-lhe alguma segurança e tranquilidade e defende-o da sua insegurança e medo, está sob a protecção dos pais. Para isso até conseguem vir sozinhos pelo corredor às escuras. O facilitar a permanência na cama, não só por persistência da criança como pelo cansaço dos pais, só vai contribuir para aumentar a insegurança da criança e dificultar a sua autonomia. É preferível dormir mal algumas noites levando a criança para a sua cama depois de a acalmar e tentar que ela volte a adormecer. Tal não impede que possa haver algumas excepções tal como acontece em caso de doença ou aos fins de semana de manhã. Funciona como um momento de mimo em família.
O bebé deve estar habituado já a dormir as sestas no quarto dele para estar familiarizado com o espaço. A resistência é muitas vezes das mães, que têm dificuldade em se separar do seu filho. Custa assumir que o bebé está a crescer e a ser mais independente.
Quando a criança chora de noite, os pais não devem ir de imediato, esperem um pouco, muitas vezes o bebé cala-se. Quando tal não acontece devem ir junto dela, tranquilizá-la de modo a que ela entenda que não está sozinha, falando calmamente, mas sem contacto táctil e convencendo-a a dormir.

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Há muitos bebés que para adormecerem se abanam ou batem com a cabeça nas grades, trata-se de um ritual que serve para se acalmar e embalar, sentindo maior segurança. Não devem ficar preocupados, só será de alarmar se este comportamento se mantiver por muitos meses, durar mais de 15 minutos e for de tal modo violento que a criança se magoe, ou se for acompanhado de outros sinais de alterações do comportamento.

Medicamentos para induzir o sono
A regularização do sono do bebé depende fundamentalmente de medidas comportamentais que deverão ser ensinadas aos pais. Se estes mantiverem a calma e a tranquilidade necessárias, vão certamente conseguir bons resultados.
Actualmente em algumas situações poder-se-á recorrer ao uso da Melatonina – hormona do sono, que poderá ter acção na indução do sono, mas terá sempre de ser por conselho médico.

Respostas às dúvidas das leitoras

Relativamente à introdução da sopa:
- É frequente os bebés estranharem os novos sabores e texturas. Há no entanto alguns truques para ajudar a não tornar a hora da refeição num tormento. Por exemplo, colocar batata doce em vez de batata normal, torna a sopa mais apetitosa. Experimente fazer a sopa com uma textura diferente em jeito de puré e não muito líquida. Se mesmo assim for complicado, pode tentar um refogado com cebola azeite e alho e deixar refogar os legumes de modo a terem um sabor diferente.

Relativamente ao arroto antes de adormecer
- Quando o RN demora muito tempo a arrotar depois de mamar, a mãe não deve ficar com ele ao colo indefinidamente. Se passados 10’ o bebé ainda não arrotou, deite-o na posição recomendada – barriga para cima, cabeça para o lado e cabeceira elevada. Mesmo que bolse não se irá engasgar. Caso contrário passamos a ter um bebé com manha de colo!

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes