Higiene oral infantil – a importância dos cuidados alimentares e da higiene

Higiene oral infantil – a importância dos cuidados alimentares e da higiene

As cáries são frequentes na criança e por isso é importante uma higiene oral cuidada. Conheça alguns conselhos para uma correta higiene oral infantil.


As cáries são frequentes na criança e por isso é importante desde cedo ter uma higiene oral cuidada. Na cavidade oral existem múltiplas bactérias que proliferam e se multiplicam rapidamente formando a placa bacteriana que vai destruindo a camada mais superficial dos dentes e causando o aparecimento de pequenas fissuras que evoluem para cavidades e provocam a destruição do dente.

O açúcar é, sem dúvida, o pior inimigo dos dentes, em particular a sacarose, na forma líquida ou pastosa como se encontra nos xaropes ou nos rebuçados, caramelos de fruta e pastilhas, entre outros.

O tempo de exposição dos dentes aos açúcares é um dos fatores que condiciona o aparecimento de cáries - a probabilidade de lesão é maior quanto mais tempo e mais vezes seguidas os doces estão em contacto com os dentes.

A hora do dia em que em que a criança come os doces é também importante para a sua saúde oral. Existem fatores protetores naturais, como a saliva, que por ter um pH alcalino protege contra o crescimento bacteriano, e os próprios movimentos da língua, que acabam por limpar naturalmente os dentes. Estes mecanismos protetores estão diminuídos no período da noite pelo que neste período deveremos evitar o consumo de alimentos doces - daí que se aconselhe acabar com a ingestão do biberão ao deitar o mais cedo possível. Se não for efetuada a lavagem da cavidade oral e dos dentes após essa refeição os dentes vão ficar sujeitos à ação das bactérias durante toda a noite, dando-lhes tempo para proliferarem.

Nas consultas de rotina de saúde infantil também deverão ser dadas indicações quanto à alimentação e higiene oral chamando especial atenção para o facto de, a partir dos 12 meses, a criança não dever usar o biberão para adormecer quer tenha leite, farinha ou sumos uma vez que na maioria dos casos funciona apenas como capricho ou rotina. Apesar de ser um hábito antigo, está completamente contraindicado o uso de mel ou açúcar na chucha.

Deve-se desaconselhar o consumo de refrigerantes, guloseimas ou outros doces – as crianças adquirem facilmente os comportamentos alimentares e erros nutricionais dos adultos pelo que se torna fundamental que os bons hábitos alimentares sejam transversais a toda a família – só terá beneficio para todos!

Registration

Torne-se membro do Para Mim e beneficie de ofertas exclusivas

Torne-se Membro

Suplemento de flúor
O flúor tem comprovada importância na redução da prevalência e gravidade das cáries considera-se que a sua ação preventiva é tópica e pós-eruptiva e que para obter esse efeito basta o uso de um dentífrico fluoretado.

Em caso algum está recomendada a administração de fluoretos à grávida ou crianças antes dos 3 anos e/ou em qualquer idade se consumirem água com teor de flúor superior a 0,3ppm, a concentração de flúor existente na rede de água pública em Portugal.

Nas criança com mais de 6 anos que tenham uma higiene regular dos dentes a administração concomitante de comprimidos ou gotas aumenta o risco de flúorose dentária (manchas esbranquiçadas nos dentes). A administração só deve ser recomendada se existirem lesões ativas de cáries, falta de higiene, nível socioeconómico baixo (com influência na qualidade da alimentação e dos cuidados de saúde), ingestão frequente de doces particularmente entre as refeições, portadores de deficiência mental, doenças crónicas ou ingestão de medicamentos cariogénicos. Na criança que faz medicação crónica deverão, sempre que possível, ser prescritos medicamentos sem açúcar.

Primeira consulta no dentista
De acordo com as recomendações da Sociedade Americana de Pediatria, bem como da Direcção Geral de Saúde, a primeira consulta no dentista deverá ser efetuada por volta dos três anos de idade, quando a criança já tem a dentição de leite completa. A criança começará a habituar-se ao ambiente da sala do dentista - costumo dizer aos pais para levarem a criança consigo quando vão ao dentista para que ela não tenha medo ou ansiedade quando for a sua vez. Podem no entanto surgir situações em que essa visita deverá ser antecipada: quedas com traumatismo dentário, presença de cáries antes dos três anos de idade ou alterações da coloração.

Selantes dentários – para que servem?
O selante é uma substância que se aplica no dente e que tem como função impedir a ação das bactérias evitando o aparecimento de cáries. Apesar de uma boa escovagem, podem sempre ficar restos de alimentos que podem contribuir para a proliferação bacteriana. No entanto, ainda que a maioria dos dentistas defenda a sua aplicação, há muitos que não o aplicam porque há sempre a hipótese da formação de uma cárie por debaixo do selante cuja identificação será muito mais difícil. Para estes profissionais a principal medida preventiva é a vigilância periódica.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

O meu filho tem uns dentes óptimos e muito bem cuidados.Só tenho uma questão: ele range imenso os dentes e não sei até que ponto é prejudicial.

  • Reportar

Máquina de barbear

Gillette Fusion Proshield

Gillette

€2,00

de desconto

Technologia de lubrificação Proshield antes e depois das lâminas. Escudo contra a irritação **

Máquina de barbear

Gillette

Gillette Fusion Proshield

Para imprimir os cupões, por favor utilize um computador ligado a uma impressora.