IDA AO GINECOGISTA - É A PRIMEIRA VEZ?

IDA AO GINECOGISTA - É A PRIMEIRA VEZ?

O check-up ginecológico levanta muitas dúvidas nas mulheres que devem fazê-lo pela primeira vez. Não se deixe influenciar pelos comentários: antes de formar uma opinião errada, deve saber em que é que consiste, quais os passos a seguir para o realizar e quando é que é aconselhável fazê-lo.


Este check-up tem como objetivo a prevenção de perturbações ginecológicas, a confirmação de que o seu aparelho genital é normal e a orientação e aconselhamento relativamente à contraceção, se necessário. Na consulta far-lhe-ão uma série de perguntas para conhecerem o seu historial médico e, entre outras coisas, poderão perguntar-lhe o seguinte:

  • Com que idade teve o seu primeiro período
  • Qual o intervalo de tempo entre os períodos.
  • Se as suas perdas são ligeiras, moderadas ou abundantes.
  • Se usa pensos higiénicos, tampões ou ambos.
  • Em que dia começou o seu último período.
  • Se tem relações sexuais.
  • Se for esse o caso, a idade em que as iniciou, o número de parceiros que teve, se tem atualmente um parceiro estável e o método contracetivo que utiliza.
  • Se já engravidou.
  • Se na sua família existem antecedentes de doenças graves.
  • Doenças que os seus pais e irmãos tiveram.
  • Se teve alguma doença grave, de um modo geral.
  • Se já foi operada.
  • Se é alérgica a algum medicamento.


Quando é que é preciso ir ao ginecologista pela primeira vez?

Embora não exista uma idade específica para a primeira ida ao ginecologista, o normal é ir:

  • Quando surgem os primeiros sinais de amadurecimento dos órgãos sexuais.
  • Com o aparecimento da primeira menstruação (menarca).
  • Quando se iniciam as primeiras relações sexuais.
  • Quando se deteta alguma perturbação nos órgãos genitais ou alterações do fluxo vaginal.

Depois, o ginecologista indicar-lhe-á de quanto em quanto tempo deverá fazer um check-up. Em geral, se tiver relações sexuais, é recomendável fazê-lo uma vez por ano.


O que faz o ginecologista na primeira consulta?

A primeira vez que se tem uma consulta com o ginecologista, o que geralmente se faz é o seguinte:

  • Uma apalpação dos seios.
  • Se tem relações sexuais:
    • uma observação do colo do útero
    • uma observação dos órgãos genitais externos e da vagina.

Para a observação do colo do útero, faz-se uma recolha de células para determinar o estado em que se encontra. É isto que se chama citologia. Para a recolha da citologia utiliza-se um espéculo, que é um separador das paredes vaginais, para que o ginecologista consiga observar o colo do útero.

Evax Normal Pensos Diarios corrimento vaginal SI02
Evax Salvaslip Pensos diários
(15)

Descobre os pensos Evax CottDescobre os pensos diários mais flexíveis da Evaxonlike Noite

Descubra agora!


Qual é a frequência com que se deve ir ao ginecologista?

É muito importante que a mulher que tem relações sexuais vá periodicamente ao ginecologista. Em primeiro lugar, para prevenir qualquer alteração do sistema genital e, em segundo lugar, para esclarecer dúvidas sobre sexualidade e contraceção (métodos contracetivos). Qualquer alteração ou irregularidade do ciclo menstrual deverá ser objeto de consulta com o ginecologista.


Que alterações e variações tem o fluxo menstrual ou vaginal?

O interior da vagina é revestido por uma membrana mucosa, que segrega o fluxo vaginal, cuja função consiste em manter a humidade. O fluxo vaginal pode ter diferentes aspetos (transparente, branco ou amarelado) e a sua consistência também varia muito, desde praticamente líquido a muito espesso. O aspeto e a quantidade do fluxo variam de mulher para mulher, assim como na mesma mulher, dependendo da fase do ciclo em que se encontra. De uma forma geral, é mais abundante e transparente nos dias da ovulação e menos abundante (ou quase inexistente) e mais espesso nos dias tanto anteriores como posteriores ao período.


Quais são os benefícios do fluxo vaginal?

O fluxo vaginal é necessário e benéfico por diversos motivos:
• Evita que a vagina fique seca.
• Favorece o equilíbrio da microflora vaginal.
• Atua como uma barreira face a possíveis infeções vaginais.
• Serve como lubrificante natural durante as relações sexuais.
• Mantém o pH da vagina estável, entre os 4.0 e 4.5.


Deve-se prestar atenção ao fluxo vaginal?

Considera-se que o fluxo é anormal quando provoca ardor ou comichão ou cheira mal. Em todos estes casos, é conveniente consultar um ginecologista, já que estas alterações podem, por vezes, ser provocadas por uma inflamação da vulva ou infeção vaginal que pode ser facilmente controlada com o tratamento adequado. Uma grande quantidade de fluxo vaginal pode ser normal, por isso não é necessário preocupar-se.

Gostou deste artigo? Esperamos que sim! Clique no “Gosto” ou deixe-nos o seu comentário. 

Confirme os seus dados pessoais

Para finalizar o processo, preencha por favor os dados seguintes

Máquina de barbear

Gillette Fusion Proshield

Gillette

€2,00

de desconto

Technologia de lubrificação Proshield antes e depois das lâminas. Escudo contra a irritação **

Máquina de barbear

Gillette

Gillette Fusion Proshield

Para imprimir os cupões, por favor utilize um computador ligado a uma impressora.